RELATO DE EXPERIÊNCIA-CAMPANHA DE PREVENÇÃO AO SUICÍDIO NA CIDADE DE SOBRAL.

  • Antonio Luan Mesquita Fonseca
  • Ítalo Ivo de Carvalho Araújo, Isabela de Paula Nóbrega, Felipe Pinheiro Mendes, Renata Bezerra De Amorim
  • Ticiana Mont' Averne Parente Feijão

Resumo

Introdução: O suicídio, atualmente considerado grave problema de saúde pública, é responsável por cerca de 800 mil mortes por ano1, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). Dentre esses casos, 75% ocorrem em países de baixa e média renda1. No Brasil, as taxas de suicídio têm crescido, passando de 4,4 a cada 100.000 habitantes em 1980 para 5,8 em 2006, aumento esse, observado com maior intensidade na população do sexo masculino2. Esses números conferem ao país a posição de oitavo país com o maior número de suicídios no mundo2. Objetivos: Diante do cenário nacional, o objetivo da campanha consiste em disseminar conhecimentos para a população acerca da prevenção ao suicídio, bem como esclarecer formas de se obter auxílio tanto para si quanto para outros que enfrentem esta problemática. Relato de Experiência: A atividade ocorreu em setembro de 2019 na praça do Arco de Nossa Senhora de Fátima, em Sobral. O público-alvo foi a comunidade local. Os materiais utilizados foram cartazes, panfletos e chocolates. Na ação, o diálogo sobre a temática do suicídio foi colocado em pauta, onde procurou-se desconstruir mitos e preconceitos sobre o tema. Cabe destacar, que a campanha possuiu um caráter positivo para a população, uma vez que, os estudantes compartilharam conhecimentos e informações importantes de orientação, suporte, e de medidas preventivas sobre essa temática tão delicada que vem afetando diretamente a saúde pública nacional. Ademais, tal vivência enriquece a construção acadêmica e profissional dos estudantes de medicina na aquisição e aprimoramento de habilidades e competências, e fortalece a óptica da Educação em Saúde como ferramenta eficaz de intervenção. Conclusão: Dado o exposto, percebemos que esse tipo de campanha é extremamente importante para a sociedade, uma vez que, o estigma em relação ao suicídio impede a procura de ajuda que poderia evitar perdas irreversíveis. Nesse contexto, campanhas são uma boa oportunidade de abordagem desse assunto.
Publicado
2019-01-01
Seção
Encontro de Extensão – PREX