O ÓDIO E A VIOLÊNCIA NA LITERATURA E NO CINEMA

  • Tabata Isis Silva Laboreiro Universidade Federal do Ceará
Palavras-chave: Cinema. Psicanálise. Literatura. Perversão.

Resumo

O trabalho interroga a problemática do ódio e seus destinos subjetivos e culturais. Para fazer isso, recortam-se aqui elementos do filme Relatos Selvagens e de dois contos de Rubem Fonseca, “Passeio Noturno I” e “Passeio Noturno II”. Aborda-se a forma como estas histórias são contadas e o efeito que desperta em seus leitores/expectadores. Na obra de Fonseca, especificamente nestes contos e no filme dirigido por Szifron, qual a fronteira entre ódio e violência?

Biografia do Autor

Tabata Isis Silva Laboreiro, Universidade Federal do Ceará
Benfica- Arte
Publicado
2017-06-30
Seção
Artigos Originais