ATELIÊ DO IPREDE: EXPERIÊNCIA E EDUCAÇÃO ESTÉTICA NO TERCEIRO SETOR.

  • Carolina Vieira Silva Instituto de Cultura e Arte / Universidade Federal do Ceará
  • Luciane Germano Goldberg Faculdade de Educação / Universidade Federal do Ceará
  • Pedro Arnaldo Henriques Serra Pinto Instituto de Cultura e Arte / Universidade Federal do Ceará
  • Tamara Bezerr Queiroz Larripa Faculdade de Educação / Universidade Federal do Ceará
Palavras-chave: Arte, Educação, Experiiência Estética, Primeira Infância

Resumo

Este relato de experiência tem como objeto o projeto de extensão do Instituto de Cultura e Arte da Universidade Federal do Ceará, Ateliê do Iprede: experiência e educação estética no terceiro setor. Tal ação de extensão tem como objetivo principal colaborar com o Iprede através da elaboração de um modus operandi que privilegie a experiência estética e singular no campo pedagógico na primeira infância. Neste relato, tratamos de apesentar o local de atuação do projeto, o Instituto da Primeira Infância (Iprede); em seguida, nortear os objetivos do projeto de extensão e as principais ações desenvolvidas, bem como seus diálogos teórico-metodológicos. Salientamos, também, o Curso de Extensão e o Simpósio, ambos denominados de Arte, Cultura e Primeira Infância, que se somaram à esta ação de extensão validando seu compromisso com a formação continuada. Ressaltamos as pesquisas acadêmicas que possuem o Ateliê do Iprede como espaço de investigação e extensão e, também, algumas estratégicas utilizadas para a curricularização da extensão já engendradas através deste que projeto. Este projeto de extensão apresentou-se salutar nos âmbitos do fomento da pesquisa e da investigação de metodologias de ensino; ao mesmo tempo vem se tornando espaço de formação continuada para profissionais da área da saúde, da educação e das artes e, por fim,  se apresenta como espaço de produção e democratização de bens culturais para a primeira infância.

Referências

BARBOSA, Ana Mae. A imagem no ensino da arte: anos oitenta e novos tempos. 6. Ed. São Paulo: Perspectiva, 2005.

DEWEY, John. Arte como experiência. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

JAPIASSU, Ricardo. Metodologia do Ensino do Teatro. Campinas: papiros, 2001.

LARROSA, Jorge Bondia. Tremores: escritos sobre experiência. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2014.

MONTAGNER, Hubert. O carinho que ensina (entrevista). Revista Época, 2010. Disponível em: http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,ERT159694-15228-159694-3934,00.html. Acesso em 25 de abril de 2016. multidisciplinar. In: CRUZ, S. (Org.). A criança fala: a escuta de crianças em pesquisas. São Paulo: Cortez, 2008.

PONTES, Gilvânia Maurício Dias de. A presença da Arte na Educação Infantil: olhares e intenções. Natal: UFRN, 2011 (Dissertação de Mestrado)

Publicado
2019-09-12