PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO PLANTÃO PSICOLÓGICO NA CLÍNICA ESCOLA DA UFC: PENSANDO ATENDIMENTO, QUALIDADE E ACOLHIMENTO

  • Roberta Nunes da Silva Universidade Federal do Ceará
  • Jurema Barros Dantas Universidade Federal do Ceará
  • Mayara de oliveira Ferreira Universidade Federal do Ceará
  • Milena Assunção Procópio Universidade Federal do Ceará
  • Francisco Ilo Lima Filho Universidade Federal do Ceará
Palavras-chave: Plantão psicológico. Pesquisa de satisfação. Acolhimento. Saúde mental.

Resumo

O presente artigo tem por objetivo realizar uma apresentação geral da pesquisa de satisfação sobre o serviço prestado pelo projeto de extensão plantão psicológico.  Pesquisa essa que foi aplicada durante os últimos três anos. De uma forma geral, investigou-se, por meio de instrumento específico e personalizado, se os objetivos almejados pelo serviço no que tange a qualidade e a promoção de saúde mental estavam sendo alcançados. Buscou-se saber se o plantão psicológico realizado na Clínica Escola da Universidade Federal do Ceará, realmente fomentava um espaço de escuta, acolhimento, esclarecimento e promoção à saúde mental. Os resultados indicam, de forma prevalente, que o plantão consegue atingir seus objetivos. Vale ressaltar que, não é apenas a comunidade em geral que é beneficiada pelo projeto, mas os alunos no âmbito de oportunizar espaços diferentes para realização das práticas psicológicas. Tendo acesso a uma formação que prioriza o trabalho multiprofissional, a escuta qualificada e a promoção de saúde mental. Conclui-se que o Plantão Psicológico vem se tornando um serviço de referência no Estado do Ceará por qualificar o serviço e trabalhar a demanda da comunidade e ofertar uma formação mais crítica e vocacionada aos novos contextos contemporâneos

Biografia do Autor

Roberta Nunes da Silva, Universidade Federal do Ceará
Graduanda do Curso de Psicologia e membro efetivo do Laboratório de Estudos em Psicoterapia, Fenomenologia e Sociedade da UFC (LAPFES)
Jurema Barros Dantas, Universidade Federal do Ceará

Professora Adjunta do Departamento de Psicologia da Universidade Federal do Ceará.

Coordenadora do Laboratório de Estudos em Psicoterapia, Fenomenologia e Sociedade da UFC (LAPFES)

Mayara de oliveira Ferreira, Universidade Federal do Ceará
Graduanda do Curso de Psicologia e membro efetivo do Laboratório de Estudos em Psicoterapia, Fenomenologia e Sociedade da UFC (LAPFES)
Milena Assunção Procópio, Universidade Federal do Ceará
Graduanda do Curso de Psicologia e membro efetivo do Laboratório de Estudos em Psicoterapia, Fenomenologia e Sociedade da UFC (LAPFES)
Francisco Ilo Lima Filho, Universidade Federal do Ceará
Graduando do Curso de Psicologia e membro efetivo do Laboratório de Estudos em Psicoterapia, Fenomenologia e Sociedade da UFC (LAPFES)

Referências

BORGES, I. L. F. BRITO, L. S.; DANTAS, J. B. Plantão Psicológico: acolhimento e escuta na clínica escola da UFC. Extensão em Ação, Fortaleza, v.2, n.14, Jul./Dez. 2017. Disponível em < hhttp://www.periodicos.ufc.br/extensaoemacao/issue/view/591ttp:// www.periodicos.ufc. br/extensaoemacao/issue/view/591 > Acesso em 21 ago. 2018.

DANTAS, J. B.; BENIGNO, G. G. F.; DUTRA, A. B.; BRITO, L. S.; ALVES, A.C.; BARRETO, R. E. M. Plantão Psicológico: Ampliando possibilidades de escuta. Revista de Psicologia, v.7, n. 1, p. 223-241, 2016.

HEIDEGGER, Martin. Ser e tempo. Petrópolis: Vozes, vol. I e vol. II, 1989.

MAHFOUD, M. Desafios sempre renovados: Plantão psicológico. In: TASSINARI, M. A.; CORDEIRO, A. P. S.; DURANGE, W. T. (Org). Revisitando o plantão psicológico centrado na pessoa, p. 33-50, 2013.

REBOUÇAS, M. S. S.; DUTRA, E. Plantão psicológico: uma prática clínica da contemporaneidade. Revista da abordagem gestáltica, v. 16, n. 1, p. 19-28, 2010.

TASSINARI, M. A. Plantão psicológico como promoção de saúde. In: BACELLAR, A. A psicologia humanista na prática: reflexões sobre a abordagem centrada na pessoa. Palhoça: Editora da UNISUL, 2009.

TASSINARI, M. A.; DURANGE, W. Plantão Psicológico: O florescimento da Psicologia Pós-moderna – O Drama de uma Transmutação. Buenos Aires. Revista Enfoque Humanístico. Buenos Aires. v.1, n.1, 2012

Publicado
2019-09-12