Aspectos Psicológicos que permeiam a vivência do profissional de saúde de UTIN

  • Mykaella Cristina Antunes Nunes Universidade Federal do Ceará
  • Katia Cristine Cavalcante Monteiro Universidade Federal do Ceará
  • Cristiana Carla Medeiros Aguiar Universidade Federal do Ceará
  • Isabelle Freitas Luz Universidade Federal do Ceará

Resumo

Este estudo tem como objetivo compreender as vivências do profissional de saúde que trabalha em uma unidade de terapia intensiva neonatal (UTIN) e as repercussões dessas vivências para a saúde mental dele. Para isso, utilizou-se o método descritivo de abordagem qualitativa e de cunho fenomenológico, através de entrevista semi-estruturada com 11 profissionais de saúde (2 médicas, 2 enfermeiras, 2 técnicas de enfermagem, 3 fisioterapeutas, 1 psicóloga e 1 assistente social) de uma Maternidade Escola, localizada em Fortaleza, CE, nos meses de maio e outubro de 2011. Foram identificadas três unidades de significado: (1) a relação profissional/recém-nascido/família; (2) a tecnologia e o humano; e (3) UTIN e saúde mental. O relato dos profissionais demonstrou que: (1) ser profissional de saúde de UTIN exige qualificação profissional, conhecimento científico, conhecimento técnico e equilíbrio emocional; (2) os profissionais se sentem incomodados e impotentes diante da realização de procedimentos mais invasivos como também preferem que os pais se ausentem da unidade durante a realização desses; (3) os profissionais procuram se comunicar com a família do recém-nascido numa linguagem compreensível a ela; e (4) temem a formação do vínculo mãebebê em virtude da iminência de morte. A partir dessa pesquisa, espera-se discutir as questões que podem melhorar a condição de quem assiste aos pacientes bem como contribuir para o enriquecimento e a humanização da relação profissional–paciente na UTIN.

Biografia do Autor

Mykaella Cristina Antunes Nunes, Universidade Federal do Ceará
Residência Integrada Multiprofissional em Atenção Hospitalar à Saúde. Complexo Hospitalar Universitário HUWC/MEAC - UFC
Katia Cristine Cavalcante Monteiro, Universidade Federal do Ceará
Serviço de Psicologia do Hospital Universitário Walter Cantídio da Universidade Federal do Ceará
Cristiana Carla Medeiros Aguiar, Universidade Federal do Ceará
Serviço de Psicologia do Hospital Universitário Walter Cantídio da Universidade Federal do Ceará
Isabelle Freitas Luz, Universidade Federal do Ceará
Serviço de Psicologia do Hospital Universitário Walter Cantídio da Universidade Federal do Ceará
Publicado
2013-06-17
Seção
Relatos de Experiências Extensionistas