CURSO DE GESTANTES E O PARTO HUMANIZADO: SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A PRÁTICA DO ENFERMEIRO

  • Lia Gomes Lopes Curso de Enfermagem/UFC
  • Sâmia Monteiro Holanda Universidade Federal do Ceará
  • Fabiane do Amaral Gubert Universidade Federal do Ceará
  • Kaelly Virgínia Oliveira Saraiva Universidade Federal do Ceará
  • Ana Kelve Damasceno Universidade Federal do Ceará
Palavras-chave: Curso para Gestantes. Parto Humanizado. Enfermagem.

Resumo

Este artigo trata­-se de um relato de experiência sobre as aulas preparatórias para o trabalho de parto e parto a partir da observação de uma acadêmica de enfermagem a partir da realização de um curso para gestantes e acompanhantes. O objetivo do trabalho foi relatar sobre a importância da participação de acadêmicos dentro do contexto da educação em saúde, principalmente, no que concerne aos grupos para gestantes e a abordagem de temas importantes como o trabalho de parto e parto. O curso é promovido pelo Programa de Educação e Saúde na Comunidade (PIESC) e Projeto Puericultura: Resgate das Ações de Cuidado do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal do Ceará e aborda 13 temas sobre a gestação ao longo das aulas. A experiência concluiu que a participação de acadêmicos faz­se necessária para o aprendizado dos mesmos, não só no campo da obstetrícia, como para a promoção da saúde da mulher, além do fortalecimento da prática educativa em saúde, sendo necessário desenvolver mais técnicas relacionadas ao tema nos serviços de saúde.

Biografia do Autor

Lia Gomes Lopes, Curso de Enfermagem/UFC
Graduanda em Enfermagem da Universidade Federal do Ceará; Bolsista de Extensão do Programa Integrado de Educação e Saúde na Comunidade (PIESC); Integrante do Projeto Promoção da Saúde Materna.
Sâmia Monteiro Holanda, Universidade Federal do Ceará
Enfermeira graduada pela Universidade Federal do Ceará; Integrante do Projeto Promoção da Saúde Materna;
Fabiane do Amaral Gubert, Universidade Federal do Ceará
Enfermeira; Doutora em Enfermagem; Docente do curso de graduação e pós-graduação em Enfermagem da UFC e do Mestrado Profissional em Saúde da Família da Rede Nordeste em Saúde da Família RENASF/UFC/FIOCRUZ.
Kaelly Virgínia Oliveira Saraiva, Universidade Federal do Ceará
Enfermeira; docente do curso de graduação em Enfermagem da UFC e da FATENE; Mestre em Enfermagem Comunitária pela UFC; Doutora em Enfermagem e especialista em Enfermagem Obstétrica.
Ana Kelve Damasceno, Universidade Federal do Ceará
Doutorado em Enfermagem pela Universidade Federal do Ceará/UFC (2005), Mestrado em Enfermagem pela UFC (2002), Especialista em Enfermagem Obstétrica/UFC (2000) e Especialista em Saúde da Família/UFC (1999). Atualmente é Professora Associado I da Universidade Federal do Ceará do curso de Enfermagem a nível de graduação e membro do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem a nível de mestrado e doutorado. Coordenadora Didático-Pedagógica da Residência em Enfermagem Obstétrica- RESENFO/UFC e do Curso de Especialização em Enfermagem Obstétrica MS/Rede Cegonha CEEO/UFC/UFMG. Coordena o grupo de pesquisa/CNPq: Enfermagem na Promoção da Saúde Materna. Coordena o projeto de Extensão (Projeto Integrado de Educação em Saúde na Comunidade- PIESC/PREX/UFC). Membro da diretoria da Associação Brasileira de Enfermeiros Obstetras - ABENFO, secional Ceará. Atualmente vem exercendo a função de Tutora do Programa de Educação Tutorial-PET/Enfermagem UFC do MEC/SESU desde janeiro de 2009.
Publicado
2015-12-30
Seção
Relatos de Experiências Extensionistas