DIÁLOGOS CRÍTICOS: CULTIVANDO NOVOS SABERES, CRIANDO NOVAS PERSPECTIVAS.

  • Hugo Rodrigues Dantas Universidade Federal do Ceará
  • Guilherme Bezerra Barbosa Universidade Federal do Ceará
  • Kalil Jorge de Araújo Universidade Federal do Ceará
  • Davi Rocha Universidade Federal do Ceará
Palavras-chave: Educação Jurídica. Prática de assessoria jurídica. Atuação do Direito.

Resumo

O presente trabalho pretende relatar a experiência no Centro de Assessoria Jurídica Universitária (CAJU), projeto de extensão popular da Faculdade de Direito, buscando demonstrar o papel e a importância de realizar um trabalho diferente das salas de aula. Para tanto, o CAJU promove os Diálogos Críticos, uma série de oficinas que abordam diversos temas relacionados à sua atuação. Por meio dessas oficinas, realiza-se uma importante disputa de concepções, pois é pautada a crítica ao atual modelo hegemônico nas faculdades de Direito, que seguido copiosamente há décadas, principalmente depois da massificação do ensino jurídico, gera bacharéis sem identidade e com um conhecimento não de ensino superior, mas, sim, majoritariamente, técnico-profissional. Verificou-se que, enquanto o CAJU incide na realidade social por meio da prática da assessoria jurídica universitária popular, disputando a hegemonia de pensamento fora do espaço acadêmico, no seu interior, a disputa ocorre, sobretudo, por meio dos Diálogos Críticos.

Publicado
2015-06-30
Seção
Artigos Originais