GRUPO DE ESTUDOS ARISTOFÂNICOS: A COMÉDIA E A CIDADE EM CAVALEIROS DE ARISTÓFANES

  • Ana Maria César Pompeu Universidade Federal do Ceará
  • Márcio Henrique Vieira Amaro Universidade Federal do Ceará
  • José André Ribeiro Universidade Federal do Ceará
  • Solange Maria Soares de Almeida Universidade Federal do Ceará
  • Renata de Oliveira Lara Universidade Estadual do Ceará
  • Paulo César de Brito Teles Júnior Universidade Federal do Ceará
  • Anúzia Gabrielle Cavalcante Brígido Universidade Estadual do Ceará
  • Robson José Lima Chagas Universidade Federal do Ceará

Resumo

A sobrevivência de Aristófanes pela leitura de suas peças até a atualidade se explica principalmente pela diversidade temática tratada em sua obra e a importância que o gênero cômico dá à arte poética, formando sua própria identidade através do diálogo paródico com os mais variados tipos de discursos da pólis, na qual está inserido o próprio Teatro. O Grupo de Estudos Aristofânicos tratará, neste estudo, dos mais diversos aspectos da pólis ateniense em conexão com a mobilidade genérica promovida pela comédia aristofânica.


Biografia do Autor

Ana Maria César Pompeu, Universidade Federal do Ceará
Professora Associada do Departamento de Letras Estrangeiras do Centro de Humanidades da UFC.
Márcio Henrique Vieira Amaro, Universidade Federal do Ceará
Mestrando em Letras
José André Ribeiro, Universidade Federal do Ceará
Doutorando em Filosofia
Solange Maria Soares de Almeida, Universidade Federal do Ceará
Doutoranda em Letras
Renata de Oliveira Lara, Universidade Estadual do Ceará
Mestre em Filosofia
Paulo César de Brito Teles Júnior, Universidade Federal do Ceará
Graduando em Letras e Bolsista PIBIC/UFC-FUNCAP 2013-2014
Anúzia Gabrielle Cavalcante Brígido, Universidade Estadual do Ceará
Graduada em Filosofia
Robson José Lima Chagas, Universidade Federal do Ceará
Graduado em Letras e Bolsista PIBIC/UFC-FUNCAP 2012-2013
Publicado
2015-01-09
Seção
Artigos Originais