ASSESSORIA TÉCNICA PARA MORADIAS AUTOCONSTRUÍDAS NO SERTÃO CENTRAL CEARENSE

Palavras-chave: autoconstrução, habitação, moradia, assistência técnica, Ceará

Resumo

As imensas necessidades habitacionais brasileiras evidenciam um grave problema social que pode ser classificado em dois componentes principais: o déficit habitacional e a inadequação habitacional. Neste componente estão inseridas as moradias autoconstruídas que não proporcionam condições desejáveis de habitação e representam a maior parte das edificações residenciais produzidas no Brasil. Localizada no sertão central cearense, Quixadá não difere dessa realidade presente tanto em metrópoles quanto em cidades pequenas, ao apresentar déficit habitacional cujo destaque é a inadequação habitacional. Diante deste quadro, criou-se o Escritório Modelo de Assessoria Técnica em Construção Civil, projeto de extensão vinculado ao Instituto Federal do Ceará que atende grupos ou organizações sociais com limitações no acesso a profissionais técnicos na área de construção civil. O projeto possibilita que tal população reforme ou construa suas moradias contando com assistência técnica gratuita, baseando-se na chamada Lei da Assistência Técnica. Ao mesmo tempo, possibilita que alunos tenham uma experiência prática e voltada para questões sociais. Dentre os principais resultados alcançados até o momento destacam-se o desenvolvimento de desenhos e orientações técnicas para duas comunidades na periferia de Quixadá.

Biografia do Autor

Rérisson Máximo, Instituto Federal do Ceará
Doutorando em Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, Mestre em Arquitetura e Urbanismo pelo Instituto de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, especialista em Habitação e Desenvolvimento Urbano pelo Institute for Housing and Urban Development Studies e arquiteto-urbanista pela Universidade Federal do Ceará. É professor do Instituto Federal do Ceará.
Publicado
2020-08-20