MAMÍFEROS FÓSSEIS QUATERNÁRIOS DA REGIÃO NOROESTE DO ESTADO DO CEARÁ

  • Maria Somália Sales Viana
  • Paulo Victor de Oliveira
  • Arquimedes Pompeu de Paulo Chaves
  • Vanessa Ávila Vasconcelos
  • Robbyson Mendes Melo
  • Gina Cardoso de Oliveira
  • Maria de Jesus Gomes de Sousa
  • Thiago de Albuquerque Lima
  • Larissa Amanda de Sales Rocha
  • Francisco Rony Gomes Barroso

Resumo

Este trabalho apresenta as ocorrências de mamíferos quaternários no noroeste do Estado do Ceará, bem como um diagnóstico desta mastofauna, a partir de informações científicas e dados informais que foram checados in loco. A investigação bibliográfica foi baseada em artigos científicos, jornais locais e literatura geral, no intuito de encontrar registros paleontológicos. Constatou-se então, a escassez de publicações científicas sobre o assunto na área estudada. A maior parte dos dados de ocorrências fossilíferas era informal e incompleto, por isso foram feitas visitas de reconhecimento aos locais citados para checar a veracidade das informações. Nessa região, mamíferos fósseis ocorrem em dois tipos de depósitos quaternários: tanques e cavernas.  Com os dados obtidos confeccionou-se um mapa, onde foram pontuadas oito localidades em quatro municípios do noroeste do Ceará: Mucambo, Santa Quitéria, Sobral e Ubajara. Foram registradas às seguintes famílias: Felidae, Glyptodontidae, Gomphotheriidae, Megatheriidae, Toxodontidae e Macraucheniidae, nos depósitos de tanque; e Didelphidae, Dasypodidae, Caviidae, Echimyidae, Erethizontidae, Tayassuidae, Cervidae, Tapiriidae e Ursidae, nos depósitos de cavernas. Os espécimes analisados pertencem às coleções científicas do Museu Dom José (MDJ) e do Museu de Pré-História de Itapipoca (MUPHI).

Publicado
2019-03-21
Seção
Artigos