Teorias e tendências contemporâneas da Ciência da Informação

  • Carlos Alberto Ávila Araújo Universidade Federal de Minas Gerais
Palavras-chave: Conceito de informação, Paradigmas da ciência da informação, Tendências contemporâneas da ciência da informação

Resumo

Este texto apresenta os resultados de uma pesquisa que buscou mapear as abordagens e perspectivas contemporâneas de pesquisa no campo da ciência da informação. A partir de extensa pesquisa bibliográfica, chegou-se a um quadro em que se destacam treze diferentes teorias que representam novas propostas de estudo da informação. A seguir, buscou-se analisar se, no conjunto dessas teorias, seria possível perceber algum tipo de tendência ou pontos comuns. A análise evidenciou cinco aspectos do conceito de informação: sua natureza como dado ou construção; como algo individual ou coletivo; como acúmulo de dados ou interferência e apropriação; como algo técnico ou inserido na vida cotidiana; como fenômeno isolado ou inserido em uma dinâmica mais ampla. A seguir, foi utilizado como quadro analítico o esquema de Capurro, construído a partir da sistematização de três paradigmas ou formas de estudo da informação. Concluiu-se que é possível perceber que as treze teorias trabalham com o conceito de informação dentro de aspectos que podem ser identificados com o “paradigma social” identificado por Capurro.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Alberto Ávila Araújo, Universidade Federal de Minas Gerais
Professor associado da Escola de Ciência da Informação da UFMG. Pós-doutor pela Universidade do Porto.

Referências

ALMEIDA, M.A.; DAMIAN, I.P.M. Humanidades digitais: um campo praxiológico para mediações e políticas culturais? In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 16, 2015, João Pessoa. Anais... João Pessoa: Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação, 2015.

Disponível em: . Acesso em: 01 set. 2017.

ALVES, C.A.; DUARTE, E.N. Cultura e informação: uma interface complexa e definidora na vida das organizações. RBBD. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 10, n. 1, p. 2-20, jul. 2014. Disponível em: <https://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/275>. Acesso em: 01 set. 2017.

ARAÚJO, C.A.Á. Arquivologia, biblioteconomia, museologia e ciência da informação: o diálogo possível. Brasília: Briquet de Lemos, 2014.

BATES, M. The information professions: knowledge, memory, heritage. In: ASSOCIATION FOR LIBRARY AND INFORMATION SCIENCE EDUCATION CONFERENCE, 1, 2012. Anais… Dallas: Association for Library and Information Science Education, 2012.

BRAMAN, S. The emergent global information policy regime. In: BRAMAN, S. (Ed.). The emergent global information policy regime. Houndsmills: Palgrave Macmillan, 2004, p. 12-37.

BURKE, P. Uma história social do conhecimento II: da Enciclopédia à Wikipédia. Rio de Janeiro: Zahar, 2012.

CAPURRO, R. Desafíos téoricos y prácticos de la ética intercultural de la información. In: FREIRE, G.H.A. (Org). Ética da informação: conceitos, abordagens, aplicações. João Pessoa: Ideia, 2010, p. 11-51. Disponível em: <http://ru.ffyl.unam.mx/bitstream/handle/10391/1328/teaching%20information%20ethics.pdf;jsessionid=274E938415F797ADF4E6BAF74E94A469?sequence=1>. Acesso em: 01 set. 2017.

CAPURRO, R. Epistemologia e ciência da informação. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 5, 2003, Belo Horizonte. Anais... Belo Horizonte: Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação, 2003.

CAPURRO, R.; HJORLAND, B. O conceito de informação. Perspectivas em ciência da informação, v. 12, n. 1, p. 148-207, jan./abr. 2007.

CATARINO, M. E.; BAPTISTA, A. A. Folksonomias: características das etiquetas na descrição de recursos da web. Informação & Informação, v. 14, n. esp., p. 46-67, 2009. Disponível em: <http://www.brapci.ufpr.br/brapci/v/a/7944>. Acesso em: 01 set. 2017.

DAY, R. E. The modern invention of information: discourse, history and power. Carbondale: Southern Illinois University Press, 2001.

FROHMANN, B. O caráter social, material e público da informação. In: FUJITA, M. S.; MARTELETO, R. M.; LARA, M. G. (Orgs). A dimensão epistemológica da ciência da informação e suas interfaces técnicas, políticas e institucionais nos processos de produção, acesso e disseminação da informação. São Paulo: Cultura Acadêmica; Marília: Fundepe, 2008, p. 19-34.

FROHMANN, B. Taking information policy beyond information science: applying the actor network theory. In: ANNUAL CONFERENCE OF THE CANADIAN ASSOCIATION FOR INFORMATION SCIENCE, 23, 1995. Anais… Edmonton: Canadian Association for Information Science, 1995.

GARCÍA GUTIÉRREZ, A. Outra memória é possível: estratégias descolonizadoras do arquivo mundial. Petrópolis: Vozes, 2008.

GONZÁLEZ DE GÓMEZ, M.N. A documentação e o neodocumentalismo. In: CRIPPA, G.; MOSTAFA, S.P. (Orgs.). Ciência da informação e documentação. Campinas: Alínea, 2011, p. 23-36.

GONZÁLEZ DE GÓMEZ, M.N. Regime de informação: construção de um conceito. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v.22, n.3, p. 43-60, set./dez. 2012. Disponível em: . Acesso em: 31 ago. 2017.

GOUVEIA, F.C. Altmetria institucional: uma análise dos trabalhos publicados na PLOS ONE pela Fundação Oswaldo Cruz. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 17, 2016, Salvador. Anais... Salvador: Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação, 2016. Disponível em: <http://www.ufpb.br/evento/lti/ocs/index.php/enancib2016/enancib2016/paper/view/3720/2539>. Acesso em: 31 ago. 2017.

GOUVEIA, F.C. Altmetria: métricas de produção científica para além das citações. Liinc em Revista, Rio de Janeiro, v. 9, n. 1, p. 214-227, maio 2013. Disponível em: <http://revista.ibict.br/liinc/article/view/3434/3004>. Acesso em: 31 ago. 2017.

GRACIOSO, L. S. Parâmetros teóricos para elaboração de instrumentos pragmáticos de representação e organização da informação na Web: considerações preliminares sobre uma possível proposta metodológica. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, Ribeirão Preto, v. 1, n. 1, p. 138-158, jul. 2010. Disponível em: <https://www.revistas.usp.br/incid/article/view/42310>. Acesso em: 01 set. 2017.

GUEDES, R.M.; MOURA, M.A.; DIAS, E.J.W. Indexação Social e Pensamento Dialógico: reflexões teóricas. Informação & Informação, v. 16, n. 3, p. 40-59, dez. 2011. Disponível em: <http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/10477>. Acesso em: 01 set. 2017.

GUIMARÃES, J. A. C. Análise de domínio como perspectiva metodológica em organização da informação. Ciência da Informação, v. 43, n. 1, jun. 2015. Disponível em: <http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/1415/1593>. Acesso em: 31 ago. 2017.

HALBWACHS, M. A memória coletiva. São Paulo: Centauro, 2003.

HJORLAND, B.; ALBRECHTSEN, H. Toward a new horizon in information science: domain-analysis. Journal of the American Society for Information Science, v. 46, n. 6, p.400-425, 1995.

IULIANELLI, J.A.S. Contribuições habermasianas para uma ética intercultural da informação: aproximações. LOGEION: Filosofia da informação, Rio de Janeiro, v. 3 n. 1, p. 29-41, set./ mar. 2017. Disponível em: . Acesso em: 01 set. 2017.

MACHADO, K.C.; VIANNA, W.B. Curadoria digital e ciência da informação: correlações conceituais relevantes para apropriação da informação. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 17, 2016, Salvador. Anais... Salvador: Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação, 2016. Disponível em: <http://www.ufpb.br/evento/lti/ocs/index.php/enancib2016/enancib2016/paper/view/3867/2452>. Acesso em: 01 set. 2017.

MARCHAND, D. A.; KETTINGER, W.; ROLLINS, J. D. Information orientation: the link to business performance. Oxford: Oxford University Press, 2001.

MATTELART, A. História da sociedade da informação. São Paulo: Loyola, 2002.

McKENZIE, P. A model of information practices in accounts of everyday-life information seeking. Journal of Documentation, {S.l.], v. 59. n. 1, p. 19-40, 2003. Disponível em: <http://publish.uwo.ca/~pmckenzi/McKenzie_J.Doc_2003.pdf>. Acesso em: 1 set. 2017.

MELO, W.L.; PRESSER, N.H.; SANTOS, R.N.M. Cultura organizacional e ciência da informação: a percepção da ocorrência da temática na Base de Dados Referenciais de Artigos de Periódicos em Ciência da Informação (BRAPCI). In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 14, 2013, Florianópolis. Anais... Florianópolis: Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação, 2013. Disponível em: <http://enancib.ibict.br/index.php/enancib/xivenancib/paper/view/4006/3129>. Acesso em: 31 ago. 2017.

MURGUIA, E.I. (Org.). Memória: um lugar de diálogo para arquivos, bibliotecas e museus. São Carlos: Compacta, 2010.

NORA, P. Entre memória e história: a problemática dos lugares. Projeto História, n. 10, p. 7-28, dez. 1993.

PIMENTA, R.M. Os objetos técnicos e seus papéis no horizonte das Humanidades Digitais: um caso para a Ciência da Informação. Revista Conhecimento em Ação, Rio de Janeiro, v. 1, n. 2, jul/dez. 2016 , P. 20-33. Disponível em: . Acesso em: 01 set. 2017.

PRIEM, J.; GROTH, P.; TARABORELLI, D. Altmetrics: a manifesto. Disponível em: <http://altmetrics.org/manifesto>. Acesso em: 31 ago. 2017.

SAVOLAINEN, R. Everyday life information seeking: approaching information seeing in the context of way of life. Library and Information Science Research, [S.l.], n. 17, p. 259-294, 1995.

SAYÃO, L.F.; SALES, L.F. Curadoria digital: um novo patamar para preservação de dados digitais de pesquisa. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v.22, n.3, p. 179-191, set./dez. 2012. Disponível em: . Acesso em: 01 set. 2017.

SIEBRA, S.A. et al. Curadoria digital: além da questão da preservação digital. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 14, 2013, Florianópolis. Anais... Florianópolis: Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação, 2013. Disponível em: <http://basessibi.c3sl.ufpr.br/brapci/index.php/article/download/40505>. Acesso em: 01 set. 2017.

SILVA, A. M.; RIBEIRO, F. Das “ciências” documentais à ciência da informação: ensaio epistemológico para um novo modelo curricular. Porto: Afrontamento, 2002.

SILVA, J.L.C. Informação e ética: entre o universalismo e relativismo e/ou Da ética alteritária da informação. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 16, 2015, João Pessoa. Anais... João Pessoa: Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação, 2015. Disponível em: <http://www.ufpb.br/evento/lti/ocs/index.php/enancib2015/enancib2015/paper/viewFile/2916/988>. Acesso em: 01 set. 2017.

SOUZA, I.V.P. Altmetria: métricas alternativas do impacto da comunicação científica. 2014. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2014. Disponível em: <http://www.ci.uff.br/ppgci/arquivos/Dissert/2014/DISSERTA%C3%87%C3%83O_IARA%20VIDAL.pdf>. Acesso em: 31 ago. 2017.

TENNIS, J.T. Com o que uma análise de domínio se parece no tocante à sua forma, função e gênero? Brazilian Journal of Information Science, Marília, v.6, n.1, p.3-15, jan./jun. 2012. Disponível em: . Acesso em: 31 ago. 2017.

TUOMINEN, K.; TALJA, S.; SAVOLAINEN, R. Discourse, cognition and reality: toward a social constructionist metatheory for library and information science. In: BRUCE, H. et al. (Orgs.). Emerging frameworks and methods. Greenwood Village: Libraries Unlimited, 2002, p. 271-283.

WOIDA, L.M.; VALENTIM, M.L.P. Cultura organizacional/cultura informacional: a base do processo de inteligência competitiva organizacional. In: VALENTIM, M.L.P. (Org). Informação, conhecimento e inteligência organizacional. Marília: Fundepe, 2006, p. 25-44.

Publicado
2017-12-24
Como Citar
ARAÚJO, C. A. ÁVILA. Teorias e tendências contemporâneas da Ciência da Informação. Informação em Pauta, v. 2, n. 2, p. 9-34, 24 dez. 2017.