As mediações no campo digital: uma pesquisa sobre a relação entre clube de futebol e torcedor na internet

  • Fernando Santos da Silva

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernando Santos da Silva
Mestre em Ciência da Informação pelo Programa de Pós-Graduação em CIência da Informação da  Universidade Federa ldo Ceará (PPGCI-UFC).

Referências

ALDABALDE, Taiguara Villela; RODRIGUES, Georgete Medleg. Mediação cultural no Arquivo Público do Estado do Espírito Santo. TransInformação, Campinas, v. 27, n. 3, p. 255-264, set./dez. 2015

ALMEIDA, José Luiz Vieira de; ARNONI, Maria Eliza Brefere; OLIVEIRA, Edilson Moreira de. Mediação pedagógica: dos limites da lógica formal à necessidade da lógica dialética no processo ensino-aprendizagem. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPED, 29., Caxambu, 2006. Anais… Caxambu: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, 2006.

ALMEIDA JÚNIOR, Oswaldo Francisco de; BORTOLIN, Sueli. Mediação da informação e da leitura. 2007. (online)

ALMEIDA JÚNIOR, Oswaldo Francisco de. Mediação da informação e múltiplas linguagens. Pesquisa brasileira em Ciência da Informação, Brasília, v. 2, n. 1, p.89-103, jan./dez. 2009.

ALMEIDA. Marco Antônio de. Mediação cultural e da informação: considerações socioculturais e políticas em torno de um conceito. Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação – ENANCIB, 8., Salvador, 2007. Anais… Salvador: ANCIB, 2007.

ARAÚJO, Carlos Alberto Ávila. Fundamentos da ciência da informação: correntes teóricas e o conceito de informação. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, João Pessoa, v. 4, n. 1, p. 57-79, jan./jun. 2014.

BASTOS, Marco Toledo de Assis. Do sentido da mediação: às margens do pensamento de Jesús Martín-Barbero. Revista FAMECOS, Porto Alegre, n. 35, p. 86-89, abr. 2008.

BETTI, Mauro. Esporte na mídia ou esporte da mídia? Motrivivência, v. 12, n. 17, 2001.

BORA LEÃO. Disponível em: https://twitter.com/boraleao_/. Acesso em: 22 ago. 2018.

BORBA, Eduardo Zilles. Cibermarketing no futebol português: a comunicação interativa nos websites dos clubes que integram a Liga Portuguesa de Futebol Profissional. 2008. 152 f. (Dissertação) – Mestrado em Ciências da Comunicação, Universidade Fernando Pessoa, Porto, 2008.

BOURDIEU, Pierre; CHAMPAGNE, Patrick; LANDAIS, E. Os usos sociais da ciência: por uma sociologia clínica do campo científico. São Paulo: Editora UNESP, 2004.

BUCKLAND, Michael. Information as thing. Journal of the American Society for Information Science, v. 42, n. 5, p. 351-360, jun. 1991.

CARVALHO, Kátia de; REIS, Marivaldina Bulcão. Missão do bibliotecário: a visão de Ortega y Gasset. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, Nova Série, v. 3, n. 2, p. 34-42, jul./dez. 2007.

CAUNE, Jean. Cultura e comunicação: convergências teóricas e lugares de mediação. São Paulo: Unesp, 2014.

CEARÁ SPORTING CLUB. Perfil oficial no Facebook. Disponível em: https://www.facebook.com/CearaSC. Acesso em: 22 ago. 2018.

CEARÁ SPORTING CLUB. Perfil oficial no Twitter. Disponível em: https://www.facebook.com/CearaSC. Acesso em: 22 ago. 2018.

CEARÁ SPORTING CLUB. Site oficial. Disponível: http://www.cearasc.com/home/. Acesso em: 22 ago. 2018.

COELHO, Teixeira. Dicionário crítico de política cultural: cultura e imaginário. São Paulo: Iluminuras, 1997.

DAMATTA, Roberto. Antropologia do óbvio: notas em torno do significado social do futebol brasileiro. Revistas USP, v. 22, p. 10-17, 1994.

DAMATTA, Roberto et al. Universo do futebol: esporte e sociedade brasileira. Rio de Janeiro: Pinakotheke, 1982.

DAOLIO, Jocimar. As contradições do futebol brasileiro. In: CARRANO, Paulo Cesar (Org.). Futebol: paixão e política. Rio de Janeiro: DP&A, 2000, p. 29-44.

DAVALLON, Jean. A mediação: a comunicação em processo? Prisma.com, n. 4, 2007.

DESINTERESSE de brasileiros pela Copa do Mundo bate recorde, diz Datafolha: pesquisa mostra que 53% dos brasileiros não está motivada com o mundial. O Globo, 12 jun. 2017.

EAGLETON, Terry. A ideia de cultura. São Paulo: UNESP, 2005.

ESCOSTEGUY, Ana Carolina D. Cartografia dos estudos culturais: uma versão latino-americana. Ed. online, amp. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

______. Latin American media reception studies: notes on the meaning of gender and research metodologies. FAMECOS, Porto Alegre, v. 11, n. 24, 2004, p. 46-54, jul. 2004.

______. Uma introdução aos estudos culturais. FAMECOS, Porto Alegre, v. 5, n. 9, p. 87-97, dez. 1998.

FAUSTO NETO, Antônio. Fragmentos de uma “analítica” da midiatização. Matrizes, n. 2, p. 89-105, abr. 2008.

FEITOSA, Luiz Tadeu. Complexas mediações: transdisciplinaridade e incertezas nas recepções informacionais. Informação em Pauta, Fortaleza, v. 1, n. 1, p. 98-117, jan./jun. 2016.

FERRARA, Lucrécia D’Alessio. Comunicação, mediações, interações. São Paulo: Paulus, 2015.

FERROVIÁRIO ATLÉTICO CLUBE. Site oficial. Disponível em: https://www.ferroviario.com.br/. Acesso em: 22 ago. 2018.

FORTALEZA ESPORTE CLUBE. Perfil oficial no Twitter. Disponível em: https://twitter.com/fortalezaec

FLUSSER, Victor. A biblioteca como instrumento de ação cultural. Revista da Escola de Biblioteconomia da UFMG, Belo Horizonte, v. 12, n. 2, p. 145-169, set. 1983.

FOER, Franklin. Como o futebol explica o mundo: um olhar inesperado sobre a globalização. Tradução Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

FORTALEZA ESPORTE CLUBE. Site oficial. Disponível em: http://fortaleza1918.com.br/. Acesso em: 22 ago. 2018.

FRANCO JUNIOR, Hilário. Copa 2018: multiculturalismo 3 vs nacionalismo 1. Disponível em: <https://www.ludopedio.com.br/arquibancada/copa-2018-multiculturalismo-3-vs-nacionalismo-1/>. Acesso em: 10 set. 2018.

FREYRE, Gilberto. Foot-ball mulato. Diário de Pernambuco, 17 jun. 1938.

GASPAR, Marcos Antonio et al. Marketing esportivo: um estudo das ações praticadas por grandes clubes de futebol do Brasil. Podium Sport, Leisure and Tourism Review, v. 3, n. 1, p. 12-28, jan./jun. 2014.

GASTALDO, Édison. Ainda somos o país do futebol? 2016. Vídeo (6min41s). Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=VxCKqENRAGE. Acesso em 27 ago. 2018.

______. A pátria na “imprensa de chuteiras”: futebol, mídia e identidades brasileiras. In: GASTALDO, Édison; GUEDES, Simoni Lahud (Orgs.). Nações em campo: Copa do Mundo e identidade nacional. Niterói: Intertexto, 2006, p. 87-102.

______. Comunicação e esporte: explorando encruzilhada, saltando cercas. São Paulo, Comunicação, mídia e consumo, v. 8, n. 21, p. 39-51, mar. 2001.

______. Uma arquibancada eletrônica: reflexões sobre futebol, mídia e sociabilidade no Brasil. Campos, v. 6, p. 113-123, 2005a.

GASTALDO, Édison et al. Futebol, mídia e sociabilidade: uma experiência etnográfica. Cadernos iHU Ideias, v. 3, n. 43, p. 1-26, 2005b.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Zahar, 1973.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 2008.

GOMES, Henriette Ferreira. A mediação da informação, comunicação e educação na construção do conhecimento. DataGramaZero - Revista de Ciência da Informação, v. 9, n. 1, fev. 2008

GUEDES, Simoni Lahud. Que “povo brasileiro” no campo de futebol? Razón y Palabra, v. 69, n. 14, jul./set. 2009.

HELAL, Ronaldo George. Futebol, cultura e cidade. Logos, v. 3, n. 2, p. 5-7, 1996.

______. Futebol e comunicação: a consolidação do campo acadêmico no Brasil. Comunicação, mídia e consumo, v. 8, n. 21, p. 11-37, mar. 2011.

LARAIA, Roque de Barros. Cultura: um conceito antropológico. 14. ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

MAGNANI, José Guilherme Cantor. Etnografia como prática e como experiência. Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, v. 15, n. 32, p. 129-156, jul./dez. 2009.

MARTELETO, Regina Maria. O lugar da cultura no campo de estudos da informação: cenários prospectivos. In: LARA, Marilda Lopez Ginez de; FUJINO, Asa; NORONHA, Daisy Pires (Orgs.). Informação e contemporaneidade: perspectivas. Recife: Néctar, 2007, p. 13-26.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Dos meios às mediações: comunicação, cultura e hegemonia. Rio de Janeiro: UFRJ, 1997.

MARTÍN-BARBERO, Jesús; BARCELLOS, Cláudia. Comunicação e mediações culturais. Intercom – Revista Brasileira de Ciências da Comunicação, v. 23, n. 1, p. 151-163, jan./jun. 2000.

MARTINS, Moisés de Lemos. Crise no castelo da cultura: das estrelas para o ecrã. Coimbra: Grácia, 2011.

______. Os estudos culturais como novas humanidades. Revista Lusófona de Estudos Culturais, v. 3, n. 1, p. 341-361, 2015.

MAY, Tim. Pesquisa social: questões, métodos e processos. 7. ed. Porto Alegre: Artmed, 2004.

MCLUHAN, Marshall. Visão, som e fúria. In: LIMA, Luis Costa. Teoria da cultura de massa: introdução, comentários e seleção de Luiz Costa Lima. 6.ed. rev. São Paulo: Paz e Terra, 2000, p. 153-162.

NUNES, Jefferson Veras; CAVALCANTE, Lidia Eugenia. Por uma epistéme mediacional na ciência da informação. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO – ENANCIB, 18., 2017, Marília-SP. Anais… Marília: ANCIB, 2017. Modalidade de apresentação: Comunicação oral.

OLIVEIRA, Roberto Cardoso de. O trabalho do antropólogo: olhar, ouvir, escrever. Revista de Antropologia, São Paulo, v. 39, n. 1, p. 13-37, 1996.

ORLANDI, Eni P. Análise de discurso: princípios e procedimentos. Campinas, SP: Pontes, 1997.

ORTIZ, Renato. Os estudos culturais. Tempo Social, v. 16, n. 2, p. 119-127, 2004.

PARANÁ CLUBE. Perfil oficial no Twitter. Disponível em: https://twitter.com/ParanaClube. Acesso em: 22 ago. 2018.

PERROTTI, Edmir; PIERUCCINI, Ivete. A mediação cultural como categoria autônoma. Informação e Informação, v. 19, n. 2, p. 1-22, maio/ago. 2014.

PREMIER LEAGUE. Disponível em: https://www.premierleague.com. Acesso em: 22 ago. 2018.

RECUERO, Raquel. A conversação em rede: comunicação mediada pelo computador e redes sociais na internet. 2. ed. Porto Alegre: Sulina, 2014.

RINALDI, Wilson. Futebol: manifestação cultural e ideologização. Revista da Educação Física/UEM, Maringá, v. 11, n. 1, p. 167-172, 2000.

ROCCO JÚNIOR, Ary José. O gol por um clique: uma incursão ao universo da cultura do torcedor de futebol no ciberespaço. 2008. 281 f. (Tese) – Doutorado em Comunicação e Semiótica, Pontifícia Universidade Católica (PUC), São Paulo, 2006.

______. “Todos juntos vamos, pra frente Brasil”: o futebol, os meios de comunicação, o público e o privado. Extraprensa, v. 3, n. 3, p. 756-771, 2010.

ROHRER, Cleber Wanderlei. O futebol: cultura e convergência das mídias. 2016. 172 f. Tese (Doutorado em Comunicação e Semiótica) – Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2016.

SALDANHA, Renato Machado; GOELLNER, Silvana Vilodre. Futebol, sexo e rock and roll: o futebol moderno na Revista Placar. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Florianópolis, v. 35, n. 2, p. 281-296, abr./jun. 2013.

SANFELICE, Gustavo Roese. Campo midiático e campo esportivo: suas relações e construções simbólicas. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, v. 38, n. 2, p, 137-153, jan. 2010.

SANTAELLA, Lucia. Cultura e artes dos pós-humano: da cultura das mídias à cibercultura. São Paulo: Paulus, 2003.

SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE. Perfil oficial no Twitter. Disponível em: https://twitter.com/saopaulofc/. Acesso em: 22 ago. 2018.

SARACEVIC, Tefko. Ciência da informação: origem, evolução e relações. Perspectiva em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 1, n. 1, p. 41-62, jan./jun. 1996.

SAVENHAGO, Igor José Siquieri. Futebol na TV: evolução tecnologia e linguagem de espetáculo. Verso e Reverso, v. 25, n. 58, p. 22-31, jan./abr. 2011

SILVA, Armando Malheiro da; RIBEIRO, Fernanda. Paradigmas serviços e mediações em Ciência da Informação. Recife: Néctar, 2011.

SILVA, Jonathas Luiz Carvalho; GOMES, Henriette Ferreira. A importância da mediação para a construção de uma autonomia no contexto dos usuários da informação. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v. 23, n. 2, p. 33-44, maio/ago. 2013.

SILVERSTONE, Roger. Por que estudar a mídia? 2. ed. Tradução Milton Camargo Mota. São Paulo: Loyola, 2002.

SOARES, Antonio Jorge; LOVISOLO, Hugo Rodolfo. Futebol: a construção histórica do estilo nacional. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, v. 25, n. 1, p. 129-143, set. 2003.

SOUZA JÚNIOR, Arnaldo Oliveira. Midiatização do futebol e as comunidades virtuais: reflexões sobre processos midiáticos a partir da análise sobre a derrota do Internacional pelo Mazembe. Mediação, Belo Horizonte, v. 13, n. 13, jul./dez. 2011.

SPORTS VALUE. Finanças dos clubes brasileiros em 2017. 2018. Apresentação de slides.

THOMPSON, John B. A interação mediada na era digital. Matrizes, v. 12, n. 3, p. 17-44, set./dez. 2018.

______. A mídia e a modernidade: uma teoria social da mídia. Tradução Wagner de Oliveira Brandão, revisão da tradução Leonardo Avritzer. Petrópolis: Vozes, 2008a.

______. A nova visibilidade. Matrizes, v. 1, n. 2, p. 15-38, abr. 2008b.

TOLEDO, Luiz Henrique de. Torcer: a metafísica do homem comum. Revista de História, São Paulo, n. 163, p. 175-189, jul./dez. 2010.

TRIVIÑOS, Augusto Nibaldo Silva. Pesquisa qualitativa. In: ______. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 2012. p. 116-173.

VALLER FILHO, Wladimir. O Brasil e a crise haitiana: a cooperação técnica como instrumento de solidariedade e de ação diplomática. Brasília: FUNAG, 2007.

VERÓN, Eliseo. Teoria da midiatização: uma perspectiva semiantropológica e algumas de suas consequências. Matrizes, v. 8, n. 1, p. 13-19, jan./jun. 2014.

Publicado
2019-07-04
Como Citar
SILVA, F. S. DA. As mediações no campo digital: uma pesquisa sobre a relação entre clube de futebol e torcedor na internet. Informação em Pauta, v. 4, n. 1, p. 82-84, 4 jul. 2019.
Seção
Resumos de Dissertações e Teses