Impactos das teses e dissertações do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UFMG:

dos dados de leitura no Mendeley às citações no Google Scholar

  • Belkiz Costa Universidade Federal de Minas Gerais
  • Marlene Oliveira Universidade Federal de Minas Gerais
  • Ronaldo Araújo Universidade Federal de Alagoas
Palavras-chave: Literatura cinzenta., Teses e Dissertações. Acesso aberto., Biblioteca Digital de Teses e Dissertações., Altmetria

Resumo

Pretendeu-se analisar os impactos acadêmico e social das teses e dissertações do Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais, defendidas entre 2002 e 2018 e disponibilizadas na Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFMG. A pesquisa caracteriza-se como descritiva, exploratória e de natureza quantitativa e qualitativa, usando métodos bibliométricos e altmétricos. A amostra foi composta por 296 dissertações e 150 teses. Utilizou-se o Google Scholar  para mensurar o impacto acadêmico medido em citações e o gerenciador de referências Mendeley, para o impacto social compreendido nos indicadores de marcação e de contagem de leitores. Registrou-se que as 296 dissertações receberam 899 citações e as 150 teses receberam 1.013 citações no Google Scholar. Foram identificadas 60 dissertações e 40 teses marcadas no Mendeley. As dissertações acumularam um total de 295 leitores e as teses 410 leitores no Mendeley. O uso do Google Scholar e do Mendeley permitiu apontar o acesso e a visibilidade das teses e dissertações e um expressivo impacto acadêmico e social. Embora o acesso aberto tenha tornado as teses e dissertações mais acessíveis, ainda nota-se um pequeno índice de citação, tanto para as teses, quanto para as dissertações.

Financiamento da pesquisa: CNPq Chamada Universal, Processo: 426777/2016-6

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marlene Oliveira, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutora pela Universidade de Brasília, mestre pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia -RJ e graduada em Biblioteconomia pela FUOM/MG. Atualmente exerce atividades de ensino e pesquisa na Escola de Ciência da Informação- ECI da UFMG como Professor associado II. Ministra aulas na graduação em Biblioteconomia e no Programa de Pós -graduação em Ciência da Informação para turmas de mestrado e doutorado. Orienta bolsistas de iniciação científicas, mestrandos e doutorandos. Líder do Grupo de pesquisa Fundamentos epistemológicos da Ciência da Informação e pesquisadora do Núcleo de pesquisa e tecnologia em Comunicação científica. Pesquisa atualmente os seguintes temas: pesquisa e ensino na Ciência da Informação, seus fundamentos teóricos e interdisciplinaridade. Comunicação científica em temas específicos, produtividade, autores e visibilidade.Estudo de citações.

Ronaldo Araújo, Universidade Federal de Alagoas

Doutor em Ciência da Informação (2015) e Mestre em Ciência da Informação (2009) pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Escola de Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Possui graduação em Ciência da Informação (2006) pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas). Foi professor visitante no Departamento de Jornalismo e Ciências da Comunicação da Universidade do Porto (2012). É Professor Adjunto do Curso de Biblioteconomia do Instituto de Ciências Humanas, Comunicação e Artes (ICHCA), Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Professor e Vice-Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI/UFAL) e Professor do Programa de Pós-Graduação em Gestão e Organização do Conhecimento da Universidade Federal de Minas Gerais (PPG-GOC/UFMG). Líder do "Laboratório de Estudos Métricos da Informação na Web" (Lab-iMetrics) e do Grupos de Pesquisa em Política e Tecnologia da Informação e Comunicação (GPoliTICs). Pesquisador do Instituto Nacional de Ciência & Tecnologia em Democracia Digital (INCT-DD). Editor do periódico científico "Ciência da Informação em Revista". Consultor Ad Hoc da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (FAPEAL). Áreas de interesse: Estudos métricos da informação na web; Cibermetria; Altmetria; Mediação da informação em ambientes digitais; Internet e Política; Regime de informação em contextos digitais; Tecnologia de Informação e Comunicação em Unidades de Informação.

Referências

ARAUJO, R. F. (Coord.) Estudos métricos da informação na Web: atores, ações e dispositivos informacionais. Maceió: Edufal, 2015. 210 p.

BARROS, M. Altmetrics: métricas alternativas de impacto científico com base em redes sociais. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 20, n. 2, 2015.

BANGANI, S. The impact of electronic theses and dissertations: a study of the institutional repository of a university in South Africa. Scientometrics, v. 115, n. 1, p. 131-151, 2018. Disponível em: http://journal.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2007v12nesp1p1/435. doi.org/10.1007/s11192-018-2657-2. Acesso em: 20 set. 2019.

BORBA, V. R.; ALVAREZ, G. R.; CAREGNATO, S. E. Análise Altmétrica da Produção Científica das Revistas brasileiras em Ciência da Informação Qualis A1 (2011-2017) no Mendeley. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, v. 24, n. 55, p. 1–20, 6 maio 2019.

CINTRA, P. R. et al. Avaliação do impacto do acesso aberto em periódicos da área da Ciência da Informação: uma análise de indicadores bibliométricos e altmétricos. 2017. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/8552. Acesso em: 20 set. 2019.

FERRERAS-FERNANDEZ, T.; GARCIA-PENALVO, F. J.;MERLO-VEGA, J. A. Open access repositories as channel of publication scientific grey literature. Proceedings of the 3rd international conference on technological ecosystems for enhancing multiculturality, Porto, Portugal, October 07–09, 2015. p. 419-426

GOMES, S .L. R.; MENDONÇA, M .A. R. M.;SOUZA, C. M. Literatura cinzenta. In: Fontes de Informação especializada: características e utilização. 2. ed. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2000. p. 97 -103

GOUVEIA, F. C. Altmetria: métricas de produção científica para além das citações. Liinc em Revista, Rio de Janeiro, v. 9, n. 1, p. 214-227, maio 2013.

GUEDES, V. ; BORCHIVER, S. Bibliometria: uma ferramenta estatística para a gestão da informação e do conhecimento, em sistemas de informa, de comunicação e de avaliação científica e tecnológica, In: CINFORM ENCONTRO NACIONAL DE CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 6, 200, Salvador. Anais... Salvador: ICI/UFBA, 2005. p.1-18.

KONKIEL, S.; SCHERER, D. New opportunities for repositories in the age of altmetrics. Bulletin of the American Society for Information Science and Technology, v. 39, n. 4, p. 22-26, Apr./May 2013. Disponível em: http://www.asis.org/Bulletin/Apr -13/AprMay13_Konkiel_Scherer.html. Acesso em: 27 set. 2019. DOI: 10.1002/bult.2013.1720390408

KOUSHA, K.; THELWALL, M. Can Google Scholar and Mendeley help to assess the scholarly impacts of dissertations? Journal of Informetrics. v. 13. 2019 p. 467–484. DOI: https://doi.org/10.1016/j.joi.2019.02.009.

LIMA, R.; VELHO, L.; FARIA, L. Bibliometria e avaliação da atividade científica: um estudo sobre o índice h. Belo Horizonte, Perspectivas em Ciência da Informação v.17, n. 3, 2012, p.3-17

MOHAMMADI, E.; THELWALL, M.; KOUSHA, K. Can Mendeley bookmarks reflect readership? A survey of user motivations. Journal of the Association for Information Science and Technology, v. 67, n. 5, p. 1198-1209, 2016.

MUELLER, S. P. M. O círculo vicioso que prende os periódicos nacionais. Datagramazero, n. 0, dez. 1999. Disponível em: http://www.dgz.org.br/dez99/Art_04.htm. Acesso em: 09 set. 2019.

NASCIMENTO, A. G. Altmetria para bibliotecários: guia prático de métricas alternativas para avaliação da produção científica. São Paulo: Scortecci, 2017.146 p.

PAVÃO, C. G. Contribuição dos repositórios institucionais à Comunicação Científica: um estudo na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Dissertação ( Mestrado em Ciência da Informação), Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2010. Disponível em: http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/20932. Acesso em: 20 set. 2019.

POBLACIÓN , D. A. Literatura cinzenta ou não convencional : um desafio a ser enfrentado. Ciência da Informação, v. 21, n. 3, p. 243–246, 1992. Disponível em: http://revista.ibict.br/ciinf/index.php/ciinf/article/view/442. Acesso em: 20 set. 2019.

PRIEM, J. et al. Altmetrics. a manifesto. 26, oct. 2010. Disponível em: http://altmetrics.org/manifesto/. Acesso em: 28 set. 2019.

PRIEM, J.; HEMMINGER, B. M. Scientometrics 2.0: new metrics of scholarly impact on the social Web. First Monday, v. 15, n. 7, July 2010. Disponível em: http://firstmonday.org/ojs/index.php/fm/article/view/2874/2570. Acesso em: 28 set. 2019.

RODRIGUES, K. O.; OLIVEIRA, M. Fatores que influenciam o comportamento de citação de docentes-pesquisadores do campo da Cancerologia brasileira. 2017. 229, [96] f. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) - Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Ciência da Informação. Disponível em: http://hdl.handle.net/1843/BUOS-AV3HA9. Acesso em: 3 jun. 2019.

SOUZA, I. V. Altmetria: métricas alternativas do impacto da comunicação científica. 2014. 104 f Dissertação ( Mestrado em Ciência da Informação) – Instituto de Arte e Comunicação Social, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2014.

SOUZA, I.V. Métricas da comunicação científica na web: breve histórico da altmetria. In: ARAUJO, R. F. (Coord.) Estudos métricos da informação na Web: atores, ações e dispositivos informacionais. Maceió: Edufal, 2015. 210 p.

SUGIMOTO, C. R. et al. Scholarly use of social media and altmetrics: a review of the literature. Journal of the Association for Information Science and Technology, v. 68, n. 9, p. 2037-2062, 2017.

VANTI, N.; SANZ-CASADO, E. Altmetria: a métrica social a serviço de uma ciência mais democrática. Transinformação, v. 28, n. 3, p. 349-358, 2016.

VANZ, S. A. S.; CAREGNATO, S. E. Estudos de citação: uma ferramenta para entender a comunicação científica. Em Questão: Revista da Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação da UFRGS. Porto Alegre, RS. v. 9, n. 2 (jul./dez. 2003), p. 295-307, 2003
Publicado
2019-12-27
Como Citar
COSTA, B.; OLIVEIRA, M.; ARAÚJO, R. Impactos das teses e dissertações do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UFMG: . Informação em Pauta, v. 4, n. 2, p. 11-31, 27 dez. 2019.