Da exclusão ao acesso à educação

o papel da informação na inclusão da PcD na Universidade

  • Giulianne Monteiro Pereira Universidade Federal da Paraíba
  • Izabel França de Lima Universidade Federal da Paraíba
Palavras-chave: Inclusão social, Ensino Superior, Pessoa com deficiência, Informação

Resumo

Trabalho de cunho exploratório com abordagem qualitativa, que tem como objetivo analisar, através de memórias individuais e coletivas de pessoas com deficiência (PcD), como se deu o seu processo de inserção na educação básica, bem como as principais dificuldades enfrentadas e desafios superados por estes ao longo de sua trajetória escolar. Como técnica para coleta dos dados, foi utilizada a entrevista, na perspectiva da História oral temática, em que as perguntas feitas aos entrevistados eram relacionadas à sua trajetória escolar-acadêmica, desde a educação básica ao ensino superior. Apresenta conceitos e contextualiza historicamente o direito à educação da pessoa com deficiência no Brasil. Concluiu-se que, apesar de todas as dificuldades e desafios ainda existentes, o processo de educação inclusiva tem avançado em questão de acesso à educação no país, tanto no âmbito de ensino de base como no ensino superior, e que a informação detém um papel muito importante nesse processo de inclusão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 9050: acessibilidade a
edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos. 3. ed. Rio de Janeiro, 2015.

ARANHA, Maria Salete Fábio. Projeto Escola viva: garantindo o acesso e permanência de todos os alunos na escola. Brasília: MEC/Secretaria de Educação Especial, 2005.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria MEC n. 976, de 05 de maio de 2006. Dispõe sobre os critérios de acessibilidade aos eventos do Ministério da Educação, conforme decreto 5296 de 2004. [Brasília, DF, 2006.] Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/port976.pdf. Acesso em: 21 jul. 2018.

LANNA JÚNIOR, Mário Cléber Martins (Comp.). História do movimento político das pessoas com deficiência no Brasil. Brasília: Secretaria de Direitos Humanos. Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, 2010.

MEIHY, José Carlos Sebe Bom; HOLANDA, Fabíola. História oral: como fazer, como pensar. São Paulo: Contexto, 2011.

MEIHY, José Carlos Sebe Bom; RIBEIRO, Suzana L. Salgado. Guia prático de história oral: para empresas, universidades, comunidades, famílias. São Paulo: Contexto, 2011.

MINAYO, Maria Cecília de Souza (org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 29. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010. (Coleção temas sociais).
PALHARES, Cristina. Necessidades educativas especiais. 2012. Disponível em: http://www.correiodominho.com/cronicas.php?id=3878. Acesso em: 15 jul. 2018.

PEREIRA, Giulianne Monteiro. O Acesso à informação na UFPB: memórias para lembrar direitos esquecidos. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação). Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação, Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2016.

SASSAKI, Romeu Kazumi. Causa, impedimento, deficiência e incapacidade, segundo a inclusão. Revista Reação, São Paulo, ano XIV, n. 87, jul./ago. 2012, p. 14-16.
Publicado
2019-11-03
Como Citar
PEREIRA, G. M.; LIMA, I. F. DE. Da exclusão ao acesso à educação. Informação em Pauta, v. 4, n. especial 2, p. 152-175, 3 nov. 2019.

Artigos do(s) mesmo(s) autor(es) mais lidos