A algoritmização da vida intensificada pela pandemia da Covid-19

o controle de subjetividades

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36517/2525-3468.ip.v7i00.2022.71228.1-16

Palavras-chave:

Espaço virtual; Público e privado; Algoritmização da vida; Controle; Subjetividades.

Resumo

Este ensaio estabelece uma relação entre as características do espaço virtual, enquanto uma zona cinzenta na qual os limites entre o público e o privado desaparecem, e os atuais mecanismos de controle dos indivíduos, presentes nos dispositivos e plataformas digitais. O espaço virtual, marcado pelo embaçamento da fronteira entre público e o privado faz com que as subjetividades sejam atravessadas por essa nova configuração que, hodiernamente, passa a ser intrínseca à vida e intensificada pela pandemia da Covid-19. Com isso, o espaço virtual permite um nível de vigilância algorítmica que pode alterar substancialmente a vida e as subjetividades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Simã Catarina de Lima Pinto, Universidade Federal Fluminense - UFF

Doutoranda e mestra pelo Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Direito da Universidade Federal Fluminense. Mestranda em Filosofia pela Universidade Federal Fluminense. Pós-graduada em Filosofia Contemporânea e em Direito Público.

Referências

BRUNO, Fernanda Glória; BENTES, Anna Carolina Franco; FALTAY; Paulo. Economia psíquica dos algoritmos e laboratório de plataforma: mercado, ciência e modulação do comportamento. Revista Famecos, Porto Alegre, v. 26, n. 3, set./dez., 2019. Disponível em: https://doi.org/10.15448/1980-3729.2019.3.33095.

BRUNO, Fernanda Glória. Rastrear, classificar, performar. Cienc. Cult. v. 68 n. 1, São Paulo, jan./mar. 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.21800/2317-66602016000100012. Acesso em 20 mai. 2021.

CASTELLS, Manuel. O digital é o novo normal. Fronteiras do Pensamento. 26 mai. 2020. Disponível em https://www.fronteiras.com/artigos/o-digital-e-o-novo-normal. Acesso em 07 mai. 2021.

COMTE-SPONVILLE, André. Apresentação da Filosofia. Tradução de Eduardo Brandão. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

FOUCAULT, Michel. A sociedade punitiva. Martins Fontes: São Paulo, 2015.

FOUCAULT, Michel. Segurança, território, população. Martins Fontes: São Paulo, 2008.

FLUSSER, Vilém. Comunicologia: reflexões sobre o futuro: as conferências de Bochum. Martins Fontes: São Paulo, 2014.

HAN, Byung-Chul. Favor fechar os olhos: em busca de um outro tempo. Tradução de Lucas Machado. Petrópolis, RJ: Vozes, 2021.

HAN, Byung-Chul. No enxame: perspectivas do digital. Tradução de Lucas Machado. Petrópolis, RJ: Vozes, 2018a.

HAN, Byung-Chul. Psicopolítica - O neoliberalismo e as novas técnicas de poder. Tradução de Maurício Liesen. Belo Horizonte; Veneza: Editora Âyiné, 2018b.

HAN, Byung-Chul. Sociedade da transparência. Tradução de Enio Paulo Giachini. Petrópolis, RJ: Vozes, 2017.

INÁCIO, Lívia. 'Speed watching': o que você perde quando acelera a velocidade do filme? BBC News Brasil. 14 mar. 2021. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/geral-56368238. Acesso em: 12 mai. 2021.

KEHL, Maria Rita. O tempo e o cão: a atualidade das depressões. São Paulo: Boitempo, 2009.

PARRA, Henrique. Abertura e controle na governamentalidade algorítmica. Cienc. Cult. v. 68 n. 1, São Paulo Jan./Mar. 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.21800/2317-66602016000100013. Acesso em: 12 mai. 2021.

ROLNIK, Suely. Esferas da insurreição: notas para uma vida não cafetinada. São Paulo: n-1 edições, 2018. (versão digital)

SANTOS, Boaventura de Sousa. A cruel pedagogia do vírus. Coimbra: Ed. Almedina, 2020.

SCHWARCZ, Lília Moritz; STARLING, Heloísa Murgel. A bailarina da morte: a gripe espanhola no Brasil. 1ª ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2020.

SHELLER, Mimi; URRY, John. Mobile Transformations of ‘Public’ and ‘Private’ Life. In: Theory Culture & Society. 2003, vol. 20, 3, p. 107-125. Disponível emhttps://www.researchgate.net/publication/249726026_Mobile_Transformations_of_Public'_and_Private'_Life.

SODRÉ, Muniz. Antropológica do espelho: uma teoria da comunicação linear e em rede. Vozes: Petrópolis, RJ, 2009.

Downloads

Publicado

2022-08-22

Como Citar

PINTO, Simã Catarina de Lima. A algoritmização da vida intensificada pela pandemia da Covid-19: o controle de subjetividades . Informação em Pauta, [S. l.], v. 7, n. 00, p. 1–16, 2022. DOI: 10.36517/2525-3468.ip.v7i00.2022.71228.1-16. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/informacaoempauta/article/view/71228. Acesso em: 19 jun. 2024.