ALIENAÇÃO, SOFRIMENTO E ADOECIMENTO DO PROFESSOR NA EDUCAÇÃO BÁSICA

Autores

  • Wendel Cristian de Oliveira
  • Flávia Gonçalves da Silva

DOI:

https://doi.org/10.29148/labor.v1i13.6557

Resumo

Este estudo revela a situação dos docentes que lecionam em três escolas municipais da cidade de Diamantina-MG, por meio de levantamento das condições objetivas do trabalho, bem como sobre a forma como avaliavam estas e a atividade pedagógica. O instrumento utilizado foi um questionário semiestruturado respondido por 61 docentes. Identificamos que as principais queixas dos docentes em relação às condições de trabalho se referiram à estrutura, especificamente a estrutura física, a organização da instituição escolar em que trabalhavam e a precariedade dos materiais didáticos. Metade dos professores solicitou afastamento do trabalho por motivos de saúde, especialmente por diagnósticos de DORT (Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho), doenças cardiovasculares e psíquicas. Também foi observado o número significativo de professores que estão adoecidos com menos de 5 anos de profissão, e estes relacionam o adoecimento com o processo do trabalho, seja como gerador ou agravante. Além da negligência dos professores em relação ao corpo, especialmente entre aqueles que estão em processo de adoecimento. Tanto o a d o e c i me n t o como o sofrimento dos professores são constituídos pelas alienações, especialmente em três formas: em relação ao produto do trabalho, ao processo do trabalho e a si mesmo.

Biografia do Autor

Wendel Cristian de Oliveira

Discente do curso de licenciatura em Educação Física da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM).

Flávia Gonçalves da Silva

Doutora em Educação: Psicologia da Educação pela PUC/SP, docente do departamento de Educação Física da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM).

Downloads

Publicado

2017-03-16

Como Citar

OLIVEIRA, Wendel Cristian de; SILVA, Flávia Gonçalves da. ALIENAÇÃO, SOFRIMENTO E ADOECIMENTO DO PROFESSOR NA EDUCAÇÃO BÁSICA. Revista Labor, [S. l.], v. 1, n. 13, p. 7–27, 2017. DOI: 10.29148/labor.v1i13.6557. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/labor/article/view/6557. Acesso em: 20 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos