TRABALHO E SER SOCIAL: UMA REFLEXÃO ONTOLÓGICA DO TRABALHO NA RELAÇÃO HOMEM X NATUREZA

  • Ana Karina da Silva Alves
  • Ruth Maria de Paula Gonçalves
  • Frederico Jorge Ferreira Costa

Resumo

O artigo tem por objetivo apresentar elementos para a compreensão do caráter ontológico do trabalho na relação homem x natureza. O aporte teórico utilizado compreende a ontologia marxiana, estudos de autores clássicos do campo, a exemplo de George Lukács, ao recuperar o legado de Marx, contemplando ainda as ideias de István Mészáros e de autores contemporâneos que tratam apropriadamente desse referencial, como Sérgio Lessa e Ivo Tonet. Serão apresentados aspectos importantes da ontologia do ser social, com o objetivo de trazer para o centro o debate sobre a análise marxiana do trabalho, buscando entendê-lo  como  intercâmbio  entre  o  homem  e  a  natureza,  protoforma  da atividade humana, um processo no qual o homem transforma a natureza e, ao mesmo tempo, se transforma ao explorar suas capacidades físicas e intelectuais. A partir do trabalho, ato gênese do ser social, o homem utiliza os recursos da natureza, atendendo necessidades e abrindo novas possibilidades para a vida humana.

Biografia do Autor

Ana Karina da Silva Alves
Mestranda em Serviço Social, Trabalho e Questão Social pela Universidade Estadual do Ceará (UECE). Membro do Grupo de Pesquisa: Ontologia do Ser Social, História, Educação e Emancipação Humana – GPOSSHE.
Ruth Maria de Paula Gonçalves
Doutora em  Educação pela  Universidade Federal  do  Ceará  (UFC).  Membro do  Grupo  de Pesquisa: Trabalho, Educação e Luta de Classes.
Frederico Jorge Ferreira Costa
Doutor em Educação pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Grupo de Pesquisa: Ontologia do Ser Social, História, Educação e Emancipação Humana – GPOSSHE.
Publicado
2017-03-16
Como Citar
ALVES, A. K. DA S.; GONÇALVES, R. M. DE P.; COSTA, F. J. F. TRABALHO E SER SOCIAL: UMA REFLEXÃO ONTOLÓGICA DO TRABALHO NA RELAÇÃO HOMEM X NATUREZA. Revista Labor, v. 1, n. 12, p. 78-87, 16 mar. 2017.
Seção
Artigos

Artigos do(s) mesmo(s) autor(es) mais lidos