TRABALHO E EDUCAÇÃO: A REPRODUÇAO DO CAPITAL PELO ENSINO PROFISSIONAL

Autores

  • Maria Joselia Zanlorense

DOI:

https://doi.org/10.29148/labor.v1i9.6617

Resumo

O objetivo deste artigo é apresentar o trabalho como categoria fundante do ser social. Atividade humana, em seu sentido ontológico, diferencia o homem dos demais animais, ao transformar a natureza, humaniza o próprio homem. Abordamos neste estudo a questão do trabalho e suas alterações no decorrer da história da humanidade, destacando a época de consolidação do sistema capitalista, visto que, dentro deste sistema, o homem passou a ser apenas força de trabalho e a prévia ideação humana reduzida ao ato de produção. Para tanto, apresentamos o pensamento de alguns autores clássicos do marxismo como Ivo Tonet, Sergio Lessa e István Mészáros os quais abordam a questão do capitalismo e suas relações, principalmente as que permeiam o âmbito das discussões sobre a educação numa sociedade dividida em classes, e busca formas de manter as desigualdades sociais. Sendo a educação uma das formas de reprodução da sociedade capitalista, apresentamos neste estudo o ensino profissional como assegurador da preparação da força de trabalho, garantindo por meio da educação a manutenção do próprio sistema.

Biografia do Autor

Maria Joselia Zanlorense

Mestre em Educação pela Universidade Estadual do Paraná – UEPG. Professora da Educação Básica – Coordenadora Pedagógica da Secretaria Municipal de Educação de Irati – Paraná. Membro do Grupo de Pesquisa História Sociedade e Educação dos Campos Gerais – HISTEDBR/UEPG.

Downloads

Publicado

2017-03-16

Como Citar

ZANLORENSE, Maria Joselia. TRABALHO E EDUCAÇÃO: A REPRODUÇAO DO CAPITAL PELO ENSINO PROFISSIONAL. Revista Labor, [S. l.], v. 1, n. 9, p. 135–146, 2017. DOI: 10.29148/labor.v1i9.6617. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/labor/article/view/6617. Acesso em: 24 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)