MERITOCRACIA ESCOLAR E EDUCAÇAO PROFISSIONAL: UM ESTUDO SOBRE O PRONATEC

  • Keyla de Souza Lima Cruz
  • Isabel Magda Said Pierre Carneiro
  • Enéas de Araújo Arrais Neto

Resumo

Este trabalho analisa até que ponto o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC) tem contribuído para ampliar o acesso à educação profissional de jovens e trabalhadores. Para tanto, realizamos uma análise desse programa no contexto atual de expansão da Rede Federal de Educação profissional, problematizando a relação da gestão do programa com o discurso meritocrático de ascensão e sucesso profissional. Inserida numa abordagem qualitativa de pesquisa, o estudo classifica-se como um estudo de caso numa instituição pública federal de educação profissional. Como procedimento de coleta de dados, realizamos entrevistas semiestruturadas com os profissionais gestores do referido programa: o coordenador geral e o coordenador adjunto. Dentre os resultados destacamos o acesso de jovens e trabalhadores à educação profissional por meio dos cursos de formação inicial e continuada (FIC’s) e dos cursos técnicos, contudo a pesquisa revela o interesse político atual a nível nacional e local de ofertar cursos FIC’s em detrimento dos cursos técnicos integrados. As principais razões apontadas pelos gestores foram: não possuírem uma estrutura de laboratórios e de recursos humanos suficientes para suprir as necessidades dos cursos técnicos, além de sinalizarem que o público-alvo deste programa não estaria “muito bem preparado”, ressaltando a existência de altos índices de evasão. Ademais os sujeitos da pesquisa apontaram as dificuldades de acompanhamento dos jovens nos cursos, em decorrência das lacunas educacionais, especialmente, no que diz respeito aos conhecimentos nas áreas de exatas. Apesar das limitações da escola na formação profissional, é inegável o valor do "certificado escolar", que abre as portas para o exercício das funções intelectuais.

Biografia do Autor

Keyla de Souza Lima Cruz
Doutoranda em Educação Brasileira pela Universidade Federal do Ceará (UFC); pesquisadora do Laboratório de estudos do trabalho e qualificação profissional (LABOR) e Mestre em Políticas Públicas e Sociedade pela Universidade Estadual do Ceará
Isabel Magda Said Pierre Carneiro
Doutoranda em Educação pela Universidade Estadual do Ceará (UECE) e Mestre em Educação Brasileira pela Universidade Federal do Ceará (UFC).
Enéas de Araújo Arrais Neto
Pós-Doutorado em Filosofia da Arte e Subjetividade pela Ecole des Hautes Etudes em Sciences Sociales; Doutor em Educação pela Universidade Federal do Ceará; professor concursado da Universidade Federal do Ceará (UFC) e Coordenador do Laboratório de Estudos do Trabalho e Qualificação Profissional (LABOR).
Publicado
2017-03-16
Como Citar
CRUZ, K. DE S. L.; CARNEIRO, I. M. S. P.; ARRAIS NETO, E. DE A. MERITOCRACIA ESCOLAR E EDUCAÇAO PROFISSIONAL: UM ESTUDO SOBRE O PRONATEC. Revista Labor, v. 1, n. 11, p. 73-90, 16 mar. 2017.
Seção
Artigos