POLÍTICAS PÚBLICAS EM EMPREGABILIDADE: ELEMENTOS PARA UMA CRÍTICA

Autores

  • Antônio Gabriel S. Martins

DOI:

https://doi.org/10.29148/labor.v1i5.6644

Resumo

Diante das alarmantes e crescentes taxas de desemprego atuais, vemos os Estados capitalistas alterarem suas políticas de combate ao desemprego para políticas de empregabilidade. Tais mudanças, contudo, antes de serem analisadas como atualizações políticas, como adaptações a novos tempos, devem ser analisadas considerando algumas especificidades como: (a) o que é a empregabilidade, (b) quais as alterações que provocam tamanho aumento no desemprego e, principalmente, (c) como se articulam ambas. Visando contribuir para uma análise crítica das políticas de empregabilidade, o presente artigo aponta para elementos que devem ser considerados para a discussão do caráter e função das políticas públicas em empregabilidade.

Biografia do Autor

Antônio Gabriel S. Martins

Mestre em Ciências da Administração pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e doutorando da Escola de Serviço Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro (ESS/UFRJ).

Downloads

Publicado

2017-03-16

Como Citar

MARTINS, Antônio Gabriel S. POLÍTICAS PÚBLICAS EM EMPREGABILIDADE: ELEMENTOS PARA UMA CRÍTICA. Revista Labor, [S. l.], v. 1, n. 5, p. 152–169, 2017. DOI: 10.29148/labor.v1i5.6644. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/labor/article/view/6644. Acesso em: 24 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos