EDUCAÇÃO E QUALIFICAÇÃO DE JOVENS TRABALHADORES NO BRASIL: O PROGRAMA PROJOVEM TRABALHADOR COMO MODELO DE ESCOLARIZAÇÃO

Autores

  • Gilson de Sousa Oliveira

DOI:

https://doi.org/10.29148/labor.v1i8.6701

Resumo

Na atual contextura das políticas neoliberais no Brasil, o fenômeno do desemprego de jovens trabalhadores é justificado pela baixa escolaridade e a falta de qualificação profissional, problemas que justificam a adoção de programas e projetos educacionais, de curta duração, executados por meio da parceria público-privada e ancorados na pedagogia das competências e no discurso da empregabilidade. Com a eleição de Luis Inácio Lula da Silva, a educação destinada à classe trabalhadora passou a receber uma atenção especial, evidenciada por meio da construção de novas escolas técnicas e na oferta de cursos de qualificação profissional de curta duração, como os que ocorrem no Projovem Trabalhador- Juventude Cidadã. Nossa análise tem como objetivo identificar as concepções que orientam a formação e a qualificação profissional de jovens cursistas desse Programa, destacando seus limites e possibilidades, sobretudo no que tange à formação de sujeitos críticos e a inserção desses no mercado de trabalho. Referida análise, fundamenta-se no método do materialismo histórico dialético e é o resultado de uma pesquisa qualitativa sobre esse Programa no Estado do Ceará. Se por um lado, o Projovem Trabalhador consegue ampliar o nível de escolaridade dos jovens cursistas, com a conclusão do ensino básico, por outro, mascara as reais necessidades educacionais da classe trabalhadora, visto que, além de seu caráter assistencialista, não oferece efetivo acesso a uma educação alargada de qualidade, nem garante a inserção desses no mercado de trabalho formal.

Biografia do Autor

Gilson de Sousa Oliveira

Mestrado em Educação pelo Programa de Pós-graduação da Faculdade de Educação - FACE/UFC, graduado em pedagogia pela Universidade Federal do Ceará, coordenador dos cursos de Educação do Programa de pós Graduação da Faculdade Vale do Jaguaribe e membro do Laboratório de Estudos do Trabalho e de educação profissional do LABOR. Professor do Curso de Gestores Executivos da Gestão Básica pela Coordenadoria Estadual de Formação de Executivos Escolares para a Educação Básica – CEFEB do Conselho Estadual de Educação do Ceará- CEE.

Downloads

Publicado

2017-03-25

Como Citar

OLIVEIRA, Gilson de Sousa. EDUCAÇÃO E QUALIFICAÇÃO DE JOVENS TRABALHADORES NO BRASIL: O PROGRAMA PROJOVEM TRABALHADOR COMO MODELO DE ESCOLARIZAÇÃO. Revista Labor, [S. l.], v. 1, n. 8, p. 114–127, 2017. DOI: 10.29148/labor.v1i8.6701. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/labor/article/view/6701. Acesso em: 21 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)