DA MANUFATURA À MAQUINARIA MODERNA: A SUBSUNÇÃO REAL DO TRABALHO AO CAPITAL

Autores

  • Osmar Martins de Souza
  • José Joaquim Pereira Melo
  • Renan Willian Fernandes Gomes

DOI:

https://doi.org/10.29148/labor.v1i7.6706

Resumo

O presente texto tem como intento discutir sobre o processo de transformação que ocorreu no modo de produção capitalista com a passagem da manufatura à indústria moderna, pois essa modificação na forma de produção, possibilitou a transição da subsunção formal para a subsunção real do trabalho ao capital. Para compreender essa modificação, recorreu-se, principalmente, à análise que Karl Marx desenvolveu em sua principal obra: O Capital: crítica da economia política. Nesta obra, o autor escreveu dois capítulos intitulados: Divisão do trabalho e manufatura e A maquinaria e a indústria moderna, nos quais procurou explicar historicamente que a transição da manufatura à indústria moderna foi o meio fundamental para a subsunção real do trabalho ao capital e para consolidação do modo capitalista de produção. A partir disto, o sistema capitalista tornou-se o modo de produção hegemônico, pois teve condições materiais para aumentar a produtividade do trabalho, o lucro e remover os entraves que a produção manufatureira impunha à expansão do capital.

Biografia do Autor

Osmar Martins de Souza

Graduado em Filosofia, Mestre em Educação, Doutorando em Educação e Professor do Departamento de Ciências Sociais na Universidade Estadual do Paraná – Campus de Campo Mourão – PR.

José Joaquim Pereira Melo

Doutor em História, Docente do programa de pós-graduação em Educação da Universidade Estadual de Maringá.

Renan Willian Fernandes Gomes

Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual de Maringá.

Downloads

Publicado

2017-03-25

Como Citar

SOUZA, Osmar Martins de; MELO, José Joaquim Pereira; GOMES, Renan Willian Fernandes. DA MANUFATURA À MAQUINARIA MODERNA: A SUBSUNÇÃO REAL DO TRABALHO AO CAPITAL. Revista Labor, [S. l.], v. 1, n. 7, p. 65–78, 2017. DOI: 10.29148/labor.v1i7.6706. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/labor/article/view/6706. Acesso em: 27 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos