ESTADO, POLÍTICA E EMANCIPAÇÃO HUMANA EM MARX

Autores

  • Antonio Valricélio Linhares da Silva
  • Enéas Arrais Neto
  • Epitácio Macário

DOI:

https://doi.org/10.29148/labor.v1i7.6711

Resumo

Neste breve ensaio faremos uma incursão sobre dois importantes escritos de Marx, Sobre a questão judaica (MARX, 2010) e Glosas críticas marginais ao artigo “O rei da Prússia e a Reforma Social”. De um Prussiano (1995). Fazendo uma síntese destes escritos, abordaremos a relação entre a natureza do Estado e da política, seus limites e a questão da emancipação humana. Assim, compreender a emancipação humana, isto é, a efetivação da liberdade real do homem, sua afirmação existencial concreta enquanto ser genérico, um ser que cria a cultura e a si mesmo conscientemente, portanto livre da alienação, é um desafio atual, não só porquesua antítese permanece, mas também porque ainda é mal entendida quanto às origens de sua negação e a forma de superação radical dos males que se sobrepõem a ela. Consideramos, portanto, a partir da leitura das referidas obras, em particular quanto à relação entre a natureza do Estado e da política, em contraponto a emancipação humana, que Marx não apresenta como alternativa ao Estado burguês, por exemplo, outro tipo de Estado ou um Estado sob outra direção, mas afirma a necessidade da superação do próprio Estado moderno, tendo em vista o fato de este corresponder à própria negação da universalidade real do homem.

Biografia do Autor

Antonio Valricélio Linhares da Silva

Aluno do Mestrado em Educação Brasileira da UFC.

Enéas Arrais Neto

Doutor em Educação Brasileira pela UFC.

Epitácio Macário

Doutor em Educação Brasileira pela UFC.

Downloads

Publicado

2017-03-25

Como Citar

SILVA, Antonio Valricélio Linhares da; ARRAIS NETO, Enéas; MACÁRIO, Epitácio. ESTADO, POLÍTICA E EMANCIPAÇÃO HUMANA EM MARX. Revista Labor, [S. l.], v. 1, n. 7, p. 159–169, 2017. DOI: 10.29148/labor.v1i7.6711. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/labor/article/view/6711. Acesso em: 18 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos