Políticas de assistência estudantil e permanência de estudantes na pandemia:

reflexões a partir da experiência do IFRN – Campus Natal Central

Autores

  • Shilton Roque dos Santos IFRN - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte
  • Crislaine Cassiano Drago Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - IFRN
  • Marcio Adriano de Azevedo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - IFRN
  • Maria Aparecida dos Santos Ferreira docente do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte, Campus São Paulo do Potengi, IFRN

DOI:

https://doi.org/10.29148/labor.v1i26.71948

Palavras-chave:

Políticas de assistência estudantil, Pandemia, Avaliação política, Permanência de estudantes, Avaliação de políticas públicas.

Resumo

Este trabalho tem como objetivo analisar as ações da política de assistência estudantil do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) - Campus Natal Central, como estratégia de permanência dos estudantes no ano letivo de 2020, durante o período de pandemia de covid-19. A pesquisa, de caráter qualitativo, foi desenvolvida por meio de análise documental, abrangendo editais e notícias divulgadas no sítio institucional, bem como a aplicação de questionários a três assistentes sociais e três membros da equipe pedagógica do campus. Os resultados apontaram que as ações da política de assistência estudantil vislumbram o conceito e o princípio da qualidade social da educação, alcançam seu objetivo primordial e contribuem sobremaneira para permanência dos estudantes na escola durante o período de pandemia da Covid-19, apesar das limitações orçamentárias determinadas pela política educacional adotada pelo governo em curso.

Biografia do Autor

Shilton Roque dos Santos, IFRN - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte

Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte. Possui graduação em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2011), Especialista em Direito Administrativo (2012). Advogado inscrito na OAB/RN sob o número de ordem 10.269. Atualmente é assistente em administração do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte e é pesquisador em Avaliação Política, Educação Profissional e Assistência Estudantil.

Crislaine Cassiano Drago, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - IFRN

Doutoranda (2020) e Mestre em Educação na linha de Políticas e Práxis em Educação Profissional pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (2018). Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal do Pará - UFPA (2002). Atuou por 17 anos como professora na Educação Básica da rede pública do Estado do Amapá e por 10 anos como pedagoga no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amapá, onde desempenhou as funções de Coordenadora do Núcleo de Formação Geral (2011-2012), Coordenadora dos Cursos Técnicos PROEJA (2012-2013), Diretora de Ensino Técnico na Pró-reitoria de Ensino (2014-2016) e Coordenadora Geral de Ensino (2019). Atua no acompanhamento pedagógico docente e de estudantes dos cursos técnicos de nível médio integrado e subsequente e cursos de Nível Superior. Atualmente desempenha a função de pedagoga no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - Campus Santa Cruz.

Marcio Adriano de Azevedo, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - IFRN

Doutor (2010) e Mestre (2006) em Educação (Política e Gestão), pela UFRN. Especialista em Processos Educacionais (2003) e graduado em Pedagogia (2000), também pela UFRN. Cursou estágio Pós-Doutoral (2013-2014) em Sociologia da Educação, pela Universidade do Minho/Portugal. É professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - IFRN, trabalhando em cursos, projetos e no Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional - PPGEP/IFRN. Temas de interesse: Avaliação de políticas públicas, Educação profissional, Formação e trabalho docente, Educação do Campo e Povos Tradicionais, Educação de Jovens e Adultos, e pesquisa e inovação. Membro de Associações acadêmico-científicas brasileiras, como a SBPC e a Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação, e de associações internacionais, como a Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação. Líder do Observatório de Políticas Públicas em Educação Profissional - OppEP-IFRN-CNPq

Maria Aparecida dos Santos Ferreira, docente do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte, Campus São Paulo do Potengi, IFRN

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (1988). Especialização em formação do educador pela mesma universidade. Mestrado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2010) e doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2014). Professora da Rede Estadual de Ensino do RN (1986-2012). Professora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2006 - 2007). Coordenadora da Especialização em Ensino de Ciências da Natureza e Matemática (IFRN/Campus Macau (2015-2016). Atualmente é docente do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte, Campus São Paulo do Potengi, coordenadora da linha de Política e Práxis da Educação Profissional, do Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional (PPGEP/IFRN). A partir de 2021 passou a integrar o grupo de docentes permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGED), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, orientando mestrado e doutorado. É membro dos grupos de pesquisa: Educacão, Sociedade e Tecnologia (IFRN), Núcleo de Pesquisa em Educação - NUPED/IFRN e do Observatório de Políticas Públicas em Educação Profissional ? OppEP. Coordenadora dos projetos de Pesquisas: Gestão e financiamento da educação profissional e as perspectivas do PNE (2014-2024): um estudo no âmbito da educação profissional e do projeto em parceria com a Universidade de Lisboa ? Políticas de financiamento da educação no Brasil e Portugal em tempos de pandemia (2019-2021): prioridades e garantia do direito à educação. Integrante do Projeto de Pesquisa "Mudanças recorrentes nas políticas educacionais destinadas ao ensino médio: a garantia de que nada se altere". Integrante do Projeto de Pesquisa: "Ensino de Ciências aplicadas como proposta de intervenção na rede pública de ensino: o uso de tecnologias adaptadas ao semiárido como tema norteador. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação, atuando principalmente, nos seguintes temas: valorização do magistério, financiamento da educação básica, e da educação profissional, Fundeb, qualidade, custo-aluno, piso salarial, gestão democrática e Programa de Iniciação à Docência (PIBID).

Referências

AFONSO, Almerindo Janela. Estado, mercado, comunidade e avaliação: Esboço para uma rearticulação crítica. Educação e Sociedade, Campinas, n. 69, 1999.

AFONSO, Almerindo Janela. Nem tudo o que conta em educação é mensurável ou comparável.Crítica a accountability baseada em testes estandardizados e rankings escolares. Revista Lusófona de Educação, n. 13. 2009.

ALMEIDA, Allan. Dia do Estudante: PM agride alunos do IFRN durante protesto pacífico contra interventor. [Matéria disponibilizada em 11 de agosto de 2020, na internet] 2020. Disponível em: <https://www.saibamais.jor.br/dia-do-estudante-pm-agride-alunos-do-ifrn-durante-protesto-pacifico-contra-interventor/> Acesso em: 14 mai. 2021

ANDES. Cerca de 20 instituições federais de ensino estão sob intervenção no país. [Matéria disponibilizada em 21 de janeiro de 2021, na internet]. 2021. Disponível em: <https://www.andes.org.br/conteudos/noticia/cerca-de-20-instituicoes-federais-de-ensino-estao-sob-intervencao-no-pais1> Acesso em 13 mai. 2021

APUBLICA. Impeachment de Bolsonaro. 2021. Disponível em: <https://apublica.org/impeachment-bolsonaro/#coronavirus>. Acesso em: 14 mai. 2021

AZEVEDO, Márcio Adriano de. Avaliação do programa escola ativa como política pública para escolas do campo com turmas multisseriadas: a experiência em jardim do seridó/rn (1998-2009). 2010. 215f. Tese (Doutorado em Educação)- Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2010.

BRASIL. Decreto Nº 7.234, de 19 de julho de 2010. Dispõe sobre o Programa Nacional de Assistência Estudantil - PNAES. Presidência da República. Brasília, 201. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/decreto/d7234.htm > Acesso em: 24 mai. 2021.

BOULOSSA, Rosana de Freitas. Por um olhar epistemológico para a avaliação de políticas públicas: história, teoria e métodos. Aval, vol. 4, n. 18, p. 9-37, jul./dez. 2020.

CASTRO, Augusto. Cpi da Covid é criada pelo senado. 2021 [Matéria disponibilizada em 13 de abril de 2021, na internet] 2021. Disponível em: <https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2021/04/13/senado-cria-cpi-da-covid> Acesso em: 14 mai. 2021

MAZIEIRO, Guilherme. Em 4 anos, Brasil reduz investimento em educação em 56%; cortes continuam. [Matéria disponibilizada em 02 de maio de 2019, na internet] 2019. Disponível em: <https://educacao.uol.com.br/noticias/2019/05/02/em-4-anos-brasil-reduz-investimento-em-educacao-em-56.htm> Acesso em: 14 mai. 2021

COHEN, Ernesto; FRANCO, Rolando. Avaliação de projetos sociais. Petrópolis: Vozes, 1999.

DOS SANTOS, S. R.; AZEVEDO, M. A. A contrarreforma do ensino médio e os rumos da educação profissional no Brasil. Revista Labor, v. 1, n. 20, p. 78-95, 31 mar. 2019.

DOURADO, L.F.; OLIVEIRA, J. F. A qualidade da educação: perspectivas e desafios. Cadernos Cedes, Campinas, v. 29, n. 78, p. 201-215, mai./ago. 2009.

FIGUEIREDO, Marcus Faria; FIGUEIREDO, Argelina Maria Cheibub. Avaliação de política e avaliação de políticas: um quadro de referência teórica. Análise & Conjuntura, Belo Horizonte, v. 1, n. 3, p. 99-118, set./dez. 1986.

GAZETA DO POVO. Infográfico Corte ou bloqueio na Educação? Entenda o orçamento das universidades. [Matéria disponibilizada em 15 de maio de 2019, na internet] 2019. Disponível em: <https://infograficos.gazetadopovo.com.br/educacao/corte-ou-bloqueio-na-educacao> Acesso em: 14 mai. 2021

IBGE. Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física - PIM-PF. 2019. Disponível em: <https://www.ibge.gov.br/estatisticas/economicas/industria/9294-pesquisa-industrial-mensal-producao-fisica-brasil.html?t=destaques> Acesso em: 31 ago. 2019

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE. Resolução nº 41/2020/CONSUP/IFRN. Aprova o Regulamento de Auxílios e Ações Emergenciais de Assistência Estudantil no contexto do Ensino Remoto, no âmbito do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN). Natal, 2020.

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE. Relatório de caracterização do perfil socioeconômico dos(as) estudantes 2020. Disponibilizado via sistema SUAP. Consultado em 12 mai. de 2021. Natal, 2020a.

______. Conselho Superior. Membros do Conselho Superior emitem nota. [Matéria disponibilizada em 27 de agosto de 2020, na internet] 2020b. Disponível em: <https://portal.ifrn.edu.br/campus/reitoria/noticias/nota-dos-membros-do-conselho-superior-do-ifrn> Acesso em 14 mai. 2021

______. Nota à Sociedade Potiguar sobre a retomada das atividades no IFRN. [Matéria disponibilizada em 13 de agosto de 2020, na internet] 2020c. Disponível em: <https://portal.ifrn.edu.br/campus/reitoria/noticias/nota-dos-membros-do-conselho-superior-do-ifrn> Acesso em 14 mai. 2021

______. Campus Natal Central. Ações Emergenciais e a inclusão digital no IFRN. Notícia - Portal IFRN, 15/09/2020. Natal, 2020d. Disponível em: https://portal.ifrn.edu.br/campus/reitoria/noticias/auxilios-e-acoes-emergenciais-de-assistencia-estudantil-promovem-a-inclusao-digital-no-ifrn. Acesso em 11 maio de 2021.

______. Campus Natal Central. Edital nº 006/2020 - DG/CNAT/RE/IFRN. Inscrições para os auxílios e ações emergenciais de assistência estudantil no contexto do ensino remoto. Natal, 2020e.

______. Campus Natal Central. Campus divulga resultado dos auxílios digitais emergenciais. Notícia - Portal IFRN, 02/10/2020. Natal, 2020f. Disponível em: https://portal.ifrn.edu.br/campus/natalcentral/noticias/campus-divulga-resultado-dos-auxilios-digitais-emergenciais. Acesso em 11 maio de 2021.

LUKACS, George. História e Consciência de Classe: Estudos sobre a dialética marxista. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

MARX, Karl. Contribuição à crítica da Economia Política. São Paulo: Expressão Popular, 2008.

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE - MPF/PRRN. Assessoria de Comunicação Social. MPF/RN recomenda que reitor do IFRN revogue compra de notebooks. [Matéria disponibilizada em 24 de agosto de 2020, na internet] 2020. Disponível em: <http://www.mpf.mp.br/rn/sala-de-imprensa/noticias-rn/mpf-recomenda-que-reitor-do-ifrn-revogue-compra-de-notebooks-1>. Acesso em: 14 mai. 2021

POULANTZAS, Nicos. O Estado, o Poder, o Socialismo. Rio de Janeiro: Graal, 2000

PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO (PNUD). RELATÓRIO DE DESENVOLVIMENTO HUMANO (RDH-PNUD). Síntese Relatório de Desenvolvimento Humano 2018. Nova York, 2018. Disponível em: < https://www.br.undp.org/content/brazil/pt/home/library/relatorio-do-desenvolvimento-humano-2018.html> . Acessado em: 13 mai. 2021

PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO (PNUD). RELATÓRIO DE DESENVOLVIMENTO HUMANO (RDH-PNUD). Relatório de Desenvolvimento Humano 2019. Nova York, 2019. Disponível em: < https://www.br.undp.org/content/brazil/pt/home/library/relatorio-do-desenvolvimento-humano-2019.html> . Acessado em: 13 mai. 2021

SANTOS, Shilton Roque. Ligando Campos: Estado, Avaliação e Educação Profissional do Campo. Natal: Editora IFRN, 2019.

SILVA, Maria Abádia da. Qualidade social da educação pública: algumas aproximações. Caderno CEDES, Campinas, v. 29, n. 78,p. 216-226, ago. 2009.

SINASEFE. Interventor do IFRN abandona reunião do CONSUP. [Matéria disponibilizada em 05 de setembro de 2020, na internet] 2020. Disponível em: <https://www.sinasefern.org.br/interventor-do-ifrn-abandona-reuniao-do-consup/ >. Acesso em: 13 mai. 2019

VILLAS BÔAS, Bruno. Trabalho informal avança para 41,3% da população ocupada, mostra IBGE. [Matéria disponibilizada em 30 de agosto de 2019, na internet] 2019. Disponível em: <https://www.valor.com.br/brasil/6414761/trabalho-informal-avanca-para-413-da-populacao-ocupada-mostra-ibge >. Acesso em: 31 ago. 2019

WU, Xun, et. al. Guia de Políticas Públicas: gerenciando processos. Brasília: ENAP, 2014.

Downloads

Publicado

2021-11-03

Como Citar

SANTOS, Shilton Roque dos; DRAGO, Crislaine Cassiano; AZEVEDO, Marcio Adriano de; FERREIRA, Maria Aparecida dos Santos. Políticas de assistência estudantil e permanência de estudantes na pandemia: : reflexões a partir da experiência do IFRN – Campus Natal Central . Revista Labor, [S. l.], v. 1, n. 26, p. 167–192, 2021. DOI: 10.29148/labor.v1i26.71948. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/labor/article/view/71948. Acesso em: 20 maio. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.