Pioneirismo na gestão pública feminina:

reitora, pró-reitora e coordenadora do curso de Medicina Veterinária, UFRPE 1998-2020

Autores

DOI:

https://doi.org/10.29148/labor.v1i27.80565

Palavras-chave:

Mulheres, Gestão universitária, Gênero, Memória coletiva, Educação

Resumo

O artigo traz à luz o pioneirismo de mulheres na educação superior e na gestão de uma universidade pública no âmbito do estado de Pernambuco. Teve como objetivo o resgate histórico da instituição no diálogo com a história das mulheres, que levou ao registro da trajetória da reitora Maria José de Sena no diálogo com a história das mulheres e as vozes femininas sobre o seu reitorado. De cunho qualitativo, utilizou fontes documentais, referências que trouxeram e concretudes acerca do tema e teóricos que embasaram o texto. A pesquisa contou com o instrumento de entrevista semiestruturada, ancorou-se na teoria feminista e registrou a memória da educação superior em Pernambuco, do ensino de Ciências Agrárias, do acesso das mulheres brasileiras à educação e a mulher frente às dificuldades enfrentadas na ocupação de espaços de poder e decisão oriundas do modelo patriarcal, cujos obstáculos, denominados de “teto de vidro” e “labirinto de cristal”, continuam difíceis de serem superados. Os resultados evidenciam conquistas realizadas pelas mulheres ao longo do último século e demonstram resultados da luta do movimento feminista no Brasil e no mundo por políticas públicas de acesso aos direitos sociais para as mulheres. Soma-se a essas conquistas, em meio a avanços e retrocessos, a importância dada à educação e capacitação de mulheres; mulheres no poder e liderança; mecanismos institucionais para o avanço das mulheres; direitos humanos das mulheres; direitos das meninas.

Biografia do Autor

Josefa Martins da Conceição, Universidade Federal Rural de Pernambuco - UFRPE

Doutora em Educação em Ciências pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2019). Mestra em Comunicação pela Universidade Federal de Pernambuco (2001), possui Especialização em Informação Agrícola pelo CNPq/IBICT (1983), Graduação em Biblioteconomia pela Universidade Federal de Pernambuco (1980). Atualmente é Bibliotecária/Documentalista da Universidade Federal Rural de Pernambuco. Tem experiência na área da Ciência da Informação, com ênfase na área da Informação e Comunicação, da Memória Institucional, da Memória da Imagem e Mulheres na Ciência, nas Academias de Ciências e nos Espaços de Poder. Tem publicado na área da Ciência da Informação, Memória, Comunicação, Mulheres na Ciência, nos temas memória, memória institucional e oral, grupos longevos e conhecimento científico. Coordena, desde 2004, o Núcleo do Conhecimento Prof. João Baptista Oliveira dos Santos na Biblioteca Central da UFRPE. É Vice-coordenadora do Núcleo de Pesquisa-Ação Mulher e Ciência (NPAMC-UFRPE). É membro da Academia Pernambucana de Ciência Agronômica (APCA), onde coordena pesquisa-resgate sobre a memória agronômica do Estado de Pernambuco. Integra também a Academia Brasileira de Ciência Agronômica (ABCA).

Maria do Rosário de Fátima Andrade Leitão, Universidade Federal Rural de Pernambuco - UFRPE

Doutora em Estudios Iberoamericanos pela Universidad Complutense de Madrid (1998), mestre em Desenvolvimento Urbano - Universidade Federal de Pernambuco (1988) graduação em Arquitetura pela Universidade Federal de Pernambuco (1981). Pós-doutorado na Universidade Federal de Santa Catarina pelo Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas (2011-2012), Investigadora Visitante no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (2014) e Pesquisa no IELT Universidade Nova de Lisboa (2019). Professora Titular da Universidade Federal Rural de Pernambuco. Orientou, até o momento, 21 monografias de conclusão de curso de graduação, 14 dissertações de mestrado e 20 bolsistas CNPq, na realização de pesquisas financiadas por esta instituição de fomento. Tem publicado na área de Sociologia/Antropologia, nos seguintes temas: gênero, desenvolvimento local, políticas públicas, mulheres, pesca artesanal, mulher e ciência. Coordena, desde 2002, o Grupo de Pesquisa Desenvolvimento e Sociedade CNPq/UFRPE, com a página www.gpdeso.com e, coordena o Núcleo de Pesquisa-ação Mulher e Ciência desde 2014. Tem coordenado projetos financiados pelo CNPq, MPA, MDA, SPM, MEC. Publicou 19 artigos em periódicos, 55 publicações que envolvem a organização de livros e capítulos de livros, 100 trabalhos publicados em anais de congressos nacionais e internacionais, no Brasil, Espanha, Portugal, Polônia, México, Peru, Equador, Chile, Argentina, Uruguai. Publicou e participou de grupos de pesquisa em diversos países, especialmente na Polônia e em Portugal, atualmente está com pesquisa vigente com equipe do Instituto de Estudos de Literatura e Tradição (IELT - NOVA FCSH). Agraciada com o prêmio HQ-MIX Melhor Livro Teórico do ano 1999, sobre caricaturas. Exerceu cargo de vice-diretora e diretora de departamento na UFRPE e vice coordenadora de curso de graduação, além de ser membro da Comissão Editorial desta Universidade desde 2013. Avaliadora Ad hoc em periódicos científicos e em congressos da área de conhecimento. Atua há 21 anos na pós-graduação e tem contribuído por décadas na formação de recursos humanos. Secretária Regional da SBPC em Pernambuco biênio 2021-2023.

Referências

ALMEIDA, Cássia. Mulheres são minoria entre reitores e nas bolsas de pesquisa mais prestigiadas. O Globo. Rio de Janeiro, 28 jan. 2018. Disponível em: <https://www.unifesp.br/noticias-anteriores/item/3169-mulheres-sao-minoria-entre-reitores-e-nas-bolsas-de-pesquisa-mais-prestigiadas>. Acesso em: 10 abr. 2022.

AMBROSINI, Anelise Bueno. A representação das mulheres como reitoras e vice-reitoras das universidades federais do Brasil: um estudo quantitativo. In: XVII Colóquio Internacional de Gestão Universitária: universidade, desenvolvimento e futuro na sociedade do conhecimento, Anais, Mar del Plata, Argentina, p. 1-12, 2017. Disponível em: <https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/181013/101_00162.pdf?sequence=1&isAllowed=y>. Acesso em: 02 abr. 2022.

BARBOSA, Márcia C.; LIMA, Betina S. Mulheres na Física do Brasil: por que tão poucas? E por que tão devagar? In: YANNOULAS, Silvia Cristina (Coord.). Trabalhadoras: análise da feminização das profissões e ocupações. Brasília: Editorial Abaré, 2013.

BOSI, Ecléa. O tempo vivo da memória: ensaios de Psicologia Social. São Paulo: Ateliê Editorial, 2003.


BOURDEIU, Pierre. A dominação masculina. Rio de Janeiro: Bertrand, 2012.

CAVALCANTE, Maria de Souza, Recife, 09 fev. 2021. Entrevista virtual concedida a Josefa Martins da Conceição e Maria do Rosário de Fátima Andrade Leitão.

CAVALCANTI, Jaqueline Santos Silva. Recife, 12 fev. 2021. Entrevista virtual concedida a Josefa Martins da Conceição e Maria do Rosário de Fátima Andrade Leitão.

DEL PRIORE, Mary. (Org.). História das mulheres no Brasil. São Paulo: Contexto, 2012.

DEZOTTI, Cláudia. E Recife, 29 abr. 2021. Entrevista virtual concedida a Josefa Martins da Conceição e Maria do Rosário de Fátima Andrade Leitão.


FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 17. ed. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1987.


GINZBURG, Carlo. O fio e os rastros: Verdadeiro, falso, fictício. Tradução de Rosa Freire d’Aguiar e Eduardo Brandão. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

GUERRA, Maria Madalena Pessoa. Recife, 05 nov. 2020. Entrevista virtual concedida a Josefa Martins da Conceição e Maria do Rosário de Fátima Andrade Leitão.

HALBWACHS, Maurice. A Memória coletiva. São Paulo: Revista dos Tribunais LTDA, 1990.

HIRATA, Helena. A Precarização e a Divisão Internacional e Sexual Internacional do Trabalho. Sociologias, Porto Alegre, ano 11, nº 21, jan./jun. 2009, p. 24-41. Disponível em: https://www.scielo.br/j/soc/a/TFYst3YmzhMvgZxJpXC983R/?format=pdf. Acesso em:10 abr. 2022.

INEP. Mulheres são maioria na educação superior brasileira. Brasília: INEP, 2018.
Disponível em: <http://portal.inep.gov.br/artigo/-/asset_publisher/B4AQV9zFY7Bv/content/mulheres-sao-maioria-na-educacao-superior-brasileira/21206>. Acesso em: 29 fev. 2019.

KLOSTER, Roberta. Mulheres em cargos gerenciais na Universidade do Estado de Santa Catarina: análise histórica. Trabalho de Conclusão de Curso/Bacharel em Administração Pública pela Universidade Federal de Santa Catarina. Orientador: Prof. Dr. Raphael Schlickmann. Itapema, SC, 2021. Disponível em> <https://repositorio.ufsc.br/xmlui/bitstream/handle/123456789/225152/TCC.pdf?sequence=1&isAllowed=y>. Acesso em: 04 abr. 2022.

LIMA, Betina Stefanello. Teto de Vidro ou Labirinto de Cristal? As Margens Femininas das Ciências. Orientadora: Rita Laura Segato. 2008. 133 p. Dissertação (Pós-Graduação em História) - Universidade de Brasília, Brasília, 2008.

MINAYO, Maria Cecília de Souza; DESLANDES, Suely Ferreira; GOMES, Romeu. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 28. ed. Petrópolis: Vozes, 2015.

PERROT, Michelle. Minha história das mulheres. São Paulo: Contexto, 2007.

RAPOSO, Carolina Guimarães. Recife, 05 out. 2020. Entrevista concedida a Josefa Martins da Conceição e Maria do Rosário de Fátima Andrade Leitão.

SANTIAGO, Mônica Maria Lins. Recife, 28 nov. 2020. Entrevista virtual concedida a Josefa Martins da Conceição e Maria do Rosário de Fátima Andrade Leitão.

SENA, Maria José de. Recife, 19 jul. 2021. Entrevista virtual concedida a Josefa Martins da Conceição e Maria do Rosário de Fátima Andrade Leitão.

SHIEBINGER, Londa. Mais mulheres na ciência: questões de conhecimento. História, Ciências, Saúde – Manguinhos, Rio de Janeiro, v. 15, supl. 0, p. 269-281, jun. 2008. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1590/S0104-59702008000500015>. Acesso em: 5 set. 2017.

SILVA, Josias Benevides. Memória das reitoras sobre gestão democrática universitária: perspectivas freirianas. Revista Educação e Ciências Sociais, Salvador, v.4, n.7, p. 105-124, 2021. Disponível em: <https://revistas.uneb.br/index.php/cienciassociais/article/download/11800/8663>. Acesso em: 10 abr. 2022.

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO. 80 anos dos cursos de Ciências Agrárias: 1912-1992. Recife, Editora Universitária, 1994.

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO. 70 anos de Medicina Veterinária em Pernambuco (1912-1982). Recife: Imprensa Universitária da UFRPE, 1982.

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO. Plaquete comemorativa do cinquentenário da Escola Superior de Agricultura da Universidade Rural de Pernambuco (1912-1962). Recife: Imprensa Universitária da URP, 1962.

VAZ, Daniela Verzola. O teto de vidro nas organizações públicas: evidências para o Brasil. Economia e Sociedade, Campinas, v. 22, n. 3 (49), p. 765-790, dez. 2013. Disponível em: <https://www.scielo.br/j/ecos/a/FSfpH9NQg6qHy3Hky8tCXyt/?format=pdf&lang=pt>.
Acesso em: 21 mar. 2022.

Downloads

Publicado

2022-07-04

Como Citar

CONCEIÇÃO, Josefa Martins da; LEITÃO, Maria do Rosário de Fátima Andrade. Pioneirismo na gestão pública feminina: : reitora, pró-reitora e coordenadora do curso de Medicina Veterinária, UFRPE 1998-2020 . Revista Labor, [S. l.], v. 1, n. 27, p. 232–253, 2022. DOI: 10.29148/labor.v1i27.80565. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/labor/article/view/80565. Acesso em: 13 abr. 2024.

Edição

Seção

Dossiê

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.