Alianças de gênero:

contribuições para uma epistemologia feminista em educação – uma apresentação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.29148/labor.v1i27.81195

Palavras-chave:

Apresntação

Resumo

Os textos do Dossiê temático “Alianças de gênero: contribuições para uma
epistemologia feminista em educação”
tornam-se instigante nesse momento, abordam avanços da epistemologia feminista, do conhecimento humano visto diferentemente, recebendo o auxílio de outros conhecimentos, os quais evoluem de posturas disciplinares, interdisciplinares, multidisciplinares para atitudes transdisciplinares dxs sujeitxs, das suas vidas, das suas emoções, dos seus sentimentos, que estão em constante movimento e mudança. É um ato responsável que contribui para a construção da sociedade que queremos e que almejamos construir, em que devemos ter o compromisso como educadorxs e pesquisadorxs.

Nessa perspectiva, o Dossiê, composto por 16 (dezesseis) textos, avançou no diálogo a fim de promover novas compreensões teóricas e metodológicas em torno dos estudos de gênero, lésbicos, gays, trans, queer, negros e decoloniais e produções artísticas. Agregou estudos com múltiplas abordagens desenvolvidos por pesquisadorxs de diferentes áreas, regiões, instituições, grupos de pesquisas e movimentos.

Desejamos boa leitura e que esse universo potente dos saberes e das práticas possa contribuir para a formação, em diversas dimensões, e para provocar reflexões no campo da interseccionalidade. Do mesmo modo, sua potência seja capaz de fortalecer alianças de gênero, epistemologias e lutas feministas e transfeministas, e ainda fundamentar a elaboração de políticas públicas que abarquem as diversidades de representatividades e necessidades cotidianas objetivas e subjetivas dxs sujeitxs.

 

Brasil, inverno de 2022.

Biografia do Autor

Alfrancio Ferreira Dias, Universidade Federal de Sergipe - UFS

Pós-doutor pela University of Warwick, UK (2018). Doutor em Sociologia (UFS). Professor Adjunto IV do Departamento de Educação - DED da Universidade Federal da Sergipe. Foi Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGED da Universidade Federal da Sergipe (Gestão 2016-2018) e (Gestão 2018-2021). Foi Coordenador Adjunto do Fórum de Editores de Periódicos da Área de Educação - FEPAE/ANPED. Editor da Revista Tempos e Espaços em Educação desde 2014. Editorial Board - Portuguese da Revista Education Review da Arizona State University, Estados Unidos (2018-2019)/ANPED. Visiting Research Fellow no Centre for the Study of Women and Gender da University of Warwick, Reino Unido (2018). Gestor do Convênio Internacional nº 2175.071/2-16-UFS entre a Universidade Federal de Sergipe e a Universidade da Madeira, Portugal. Professor Visitante na Universidade da Madeira, Portugal. Coordenador do projeto de Doutorado Interinstitucional em Educação - DINTER(UFCG/UFS). Líder do ConQuer - Grupo de estudos e pesquisas queer e outras epistemologias feministas CNPq. Desenvolve pesquisa e extensão nos seguintes temas: Gênero, Sexualidades e Educação; Formação docente e Diferença; Estudos Curriculares Pós-críticos; Estudos Queer e Trans* e Educação. Pedagogias Queer.

Maria Helena Santana Cruz, Universidade Federal de Sergipe - UFS

Professora Emérita da Universidade Federal de Sergipe (UFS). Pós-Doutora em Sociologia da Educação pela UFS. Doutora e Mestra em Educação pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Especialista em Psicologia; Especialista em Modelos de Práticas nos Campos de Aplicação do Serviço Social; Especialista em Ciências Sociais. Atualmente é Professora dos Programas de Pós-Graduação em Educação nos cursos de Mestrado e Doutorado (PPGED), e no curso de Mestrado em Serviço Social (PROSS) da UFS. Foi Coordenadora (2003-2005) e vice Coordenadora (2001-2003) do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFS. Exerceu a função de Coordenadora Executiva da Rede Feminista Norte e Nordeste de Estudos e Pesquisas sobre a Mulher e Relações de Gênero (REDOR), organizou o XI e o XIX Encontros dessa Rede realizados na UFS, em São Cristóvão, nos anos de 2002 e 2016, respectivamente, contribuindo para a consolidação do Núcleo de Estudos e Pesquisas Interdisciplinares sobre a Mulher e Relações de Gênero (NEPIMG). Líder do Grupo do Diretório de Pesquisa certificado pelo CNPq: Educação, Formação, Processo de Trabalho e Relações de Gênero. Foi Coordenadora, em diversas gestões, do Núcleo de Estudos Interdisciplinares de Pesquisa sobre a Mulher e Relações de Gênero (NEPIMG) da UFS, integrado à REDOR. Foi Secretária Regional da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) em Sergipe (1990/1992) e Secretária Adjunta (1978/1990) da SBPC/Seccional Sergipe. Foi membro da Comissão Técnica da Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão de Sergipe (FAPESE) e da Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (FAPITEC). Integra o Comitê ad hoc do Programa Pró-Equidade de Gênero da Subsecretaria de Articulação Institucional da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres (SPM) da Presidência da República (PR). Atuou como Conselheira, representante da UFS e do NEPIMG, no Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (CMDM) na gestão de 2016 a 2020. Publicou, entre outros, os seguintes livros: Educação e Igualdade de Gênero; Gênero e Governabilidade; Gênero e Trabalho: Diversidades de Experiências em Educação e Comunidades Tradicionais; Mapeando Diferenças de Gênero no Ensino Superior da Universidade Federal de Sergipe; Educação Feminina: Memórias e trajetórias de alunas do Colégio Sagrado Coração de Jesus em Estância-Sergipe (1959-1970); Pluralidade de Saberes e Territórios de Pesquisa em Educação sob Múltiplos Olhares dos Sujeitos Investigadores; Múltiplos Enfoques e Espaços Plurais da Pesquisa no Campo da Educação; Trabalho, Gênero, Tradição e Modernidade; Feminismo, Desenvolvimento e Direitos Humanos; além de inúmeros capítulos e artigos em periódicos científicos nas áreas de Educação, Ciências Sociais, Gênero, Violências. Membro do Conselho Editorial e do Conselho Científico de várias revistas científicas. Tem experiência de pesquisa na área de Educação e Ciências Sociais, com ênfase nos seguintes temas: trabalho, formação de professoras/es, gênero, diversidade, políticas sociais, movimentos sociais, violência, idade e geração.

Paulo Brazão, Universidade da Madeira - UMa

Profesor de la Universidad de Madeira en la Facultad de Ciencias Sociales. Comenzó su actividad docente en 1985 como maestro en la educación básica. Fue profesor de Educación Especial de 1990 a 2000. Completó su maestría en Psicología Educativa en 2000 en ISPA y su doctorado en Educación - Innovación Pedagógica en 2008 en la Universidad de Madeira. Fue director del curso de maestría en Educación Preescolar y Educación Básica de 2010 a 2018. Es miembro del Centro de Investigación Educativa CIE-UMa. Publica en el área de Innovación Pedagógica. Mantiene interés en la investigación sobre invariantes culturales; Estudios sobre género en contextos escolares; Estudios etnográficos en educación; Estudios sobre el uso de tecnología y herramientas de Internet en contextos de aprendizaje. Ha supervisado disertaciones de maestría y tesis doctorales y ha participado en jurados de maestría y doctorado en Innovación pedagógica. Actualmente desarrolla estudios en educación y diversidad, tecnologías de género y estudios Queer.

Ana Paula Leite Nascimento, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe (IFS)

Pós-doutora e Doutora em Educação pela Universidade Federal de Sergipe (UFS). Mestra em Serviço Social, Especialista em Escola e Comunidade, Graduada em Serviço Social pela UFS. Assistente social do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe (IFS), lotada no Campus Lagarto. Pesquisadora do Grupo de Pesquisa “Educação, Formação, Processo de Trabalho e Relações de Gênero”. Membro do Conselho Fiscal da Associação Brasileira de Prevenção da Evasão na Educação Básica, Profissional e Superior (ABAPEVE). 

Referências

Revista Labor

Downloads

Publicado

2022-07-10

Como Citar

DIAS, Alfrancio Ferreira; CRUZ, Maria Helena Santana; BRAZÃO, Paulo; NASCIMENTO, Ana Paula Leite. Alianças de gênero:: contribuições para uma epistemologia feminista em educação – uma apresentação. Revista Labor, [S. l.], v. 1, n. 27, p. 08–10, 2022. DOI: 10.29148/labor.v1i27.81195. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/labor/article/view/81195. Acesso em: 20 jun. 2024.

Edição

Seção

Nota do Editor

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)