REFLEXÃO SOBRE O PROCESSO DE TRABALHO NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA (ESF).

Autores

  • Rodolpho Fernandes de Souza
  • Ana Lúcia Abrahão

DOI:

https://doi.org/10.29148/labor.v1i3.9291

Resumo

A ESF como principal estratégia do Ministério da Saúde para reorganizar a atenção básica em saúde no Brasil cresce com cobertura quase total nos municípios do Brasil. Traz, portanto, muitos e complexos desafios a serem superados no processo de mudança do paradigma que orienta o modelo de atenção em saúde vigente e que resgata as ações de prevenção e promoção da saúde.  Portanto, este estudo consiste em uma revisão bibliográfica com o objetivo de analisar o processo de trabalho da ESF estabelecendo sua articulação com os princípios do SUS. Pensando em contribuir para a reflexão neste âmbito, optou-se por uma pesquisa descritiva com abordagem qualitativa sobre o discurso da literatura profissional, por meio da busca bibliográfica manual e computadorizada na base de dados LILACS e MedLine, usando os descritores: PSF, Saúde da Família, Saúde Pública e Gestão em Saúde. Após abordada a temática percebeu-se que apesar dos avanços da estratégia  existe a persistência de alguns profissionais no programa em manter uma padronização na assistência conforme o antigo modelo, engessados, baseado na epidemiologia e  inibindo a operação de um processo de trabalho inovador que sente a real necessidade da população e não se limita a realização de procedimentos

Biografia do Autor

Rodolpho Fernandes de Souza

Enfermeiro. Mestrando. Universidade Federal Fluminense.

Ana Lúcia Abrahão

Enfermeira. Doutora. Professora da Universidade Federal Fluminense.

Downloads

Publicado

2017-03-25

Como Citar

SOUZA, Rodolpho Fernandes de; ABRAHÃO, Ana Lúcia. REFLEXÃO SOBRE O PROCESSO DE TRABALHO NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA (ESF). Revista Labor, [S. l.], v. 1, n. 3, p. 82–95, 2017. DOI: 10.29148/labor.v1i3.9291. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/labor/article/view/9291. Acesso em: 12 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos