DENATIONALIZATION PRODUCTION AND SOCIAL EXCLUSION IN LABOR ECONOMICS GLOBALIZED (DESNACIONALIZAÇÃO DA PRODUÇÃO E EXCLUSÃO SOCIAL DO TRABALHADOR NA ECONOMIA GLOBALIZADA)

  • Ilton Garcia da Costa UENP - Universidade Estadual do Norte do Paraná http://orcid.org/0000-0002-0093-161X
  • Suelyn TOSAWA UENP Universidade Estadual do Norte do Paraná
  • Rogério Cangussu Dantas CACHICHI UNIVEM Centro Universitário Eurípedes de Marilia
Palavras-chave: Globalization, Denationalization, Production, Social Exclusion. (Globalização, Desnacionalização, Produção, Exclusão Social)

Resumo

This study aims to address the effects of globalization in the absence of limiting competition and competitiveness of the neoliberal market. The denationalization of production is one of the factors resulting from the ease of movement in search of places with better installation for businesses. Therefore, competitiveness leads to incessant quest for higher productivity at lower cost. The migration of capital goes against countries which demonstrates a broad consumer market, while the raw material is readily available and labor is cheap. In addition to reviewing the tax and other advantages or disadvantages presented in each place. Occurs that ends up in increased social exclusion of the worker who is treated as disposable. Therefore, the intention of this work is to demonstrate that globalization tends to facilitate capital market, however should stick to the respect of decent work and competition. The nation-state must be careful to balance these unequal relations.

Este estudo visa abordar os efeitos da globalização na ausência de limitadores da concorrência e competitividade do mercado neoliberal. A desnacionalização da produção é um dos fatores resultantes da facilidade de locomoção em busca de locais com melhores condições de instalação para as empresas. Assim, a competitividade leva a busca incessante por maior produtividade com menor custo. A migração do capital vai de encontro com os países que demonstrem haver vasto mercado de consumo, ao mesmo tempo em que a matéria-prima seja de fácil acesso e a mão de obra seja barata. Além de analisar a tributação e outras vantagens ou desvantagens apresentadas em cada lugar. Ocorre que isso acaba em um aumento da exclusão social do trabalhador, que é tratado como algo descartável. Por isso, a intenção deste trabalho é demonstrar que a globalização tende a facilitar o mercado do capital, no entanto deve se ater ao respeito de condições dignas de concorrência e trabalho. O Estado-nação deve ficar atento para equilibrar essas relações desiguais.

Biografia do Autor

Ilton Garcia da Costa, UENP - Universidade Estadual do Norte do Paraná
Professor do Programa de Doutorado, Mestrado e Graduação em Direito da UENP – Universidade Estadual do Norte do Paraná, Doutor e Mestre em Direito pela PUC-SP, líder do Grupo de Pesquisa em Constitucional, Educacional, Relações de Trabalho e Organizações Sociais – GPCERTOS da UENP, Mestre em Administração pelo UNIBERO, Vice Presidente da Comissão de Ensino Jurídico da OAB SP(2013 à 2015), Vice Presidente da Comissão de Estágio da OAB SP(2013 à 2015), membro da Comissão de Direito Constitucional e Com. de Liberdades Religiosas, Avaliador Institucional e de Cursos pelo MEC - INEP, membro do Comite de Área da Fundação Araucária de Pesquisa do Estado do Paraná, Especialista em Formação Profissional – Alemanha, Matemático, Advogado.   E-mail: iltoncosta@uenp.edu.br e iltongarcia@gmail.com
Suelyn TOSAWA, UENP Universidade Estadual do Norte do Paraná
Mestre em Ciência Jurídica pela UENP – Universidade Estadual do Norte do Paraná. Pós graduada em Direito do Trabalho e Direito Previdenciário pelo Instituto de Direito Constitucional e Cidadania (IDCC). Bacharel em Direito pela UENP - Universidade Estadual do Norte do Paraná . Membro do Grupo de Pesquisa GPCERTOS – Constitucional Educacional Relações de Trabalho e Organizações Sociais. Assessora Jurídica na 2ª Vara Cível de Campo Mourão/PR. Brasil. Email: suelyn_1502@hotmail.com
Rogério Cangussu Dantas CACHICHI, UNIVEM Centro Universitário Eurípedes de Marilia
Membro do Grupo de Pesquisas CPCERTOS - Grupo de Pesquisa em Constituição, Educação, Relações de Trabalho e Organizações Sociais (UENP); (GT) Políticas públicas e efetivação dos direitos sociais (UENP); e Lógica, tempo e linguagem natural (UEL); Especialista em Direito pela PUC/SP e licenciado em Filosofia pela UEL; Mestrando pela Univem; Juiz Federal da Subseção Judiciária de Jacarezinho/PR  E-mail: rogeriocangussu@gmail.com

Referências

Bauman, Zygmunt. Globalização: as consequências humanas. Tradução Marcus Penchel. Rio de Janeiro. Jorge Zahar Ed., 1999.

______. Modernidade líquida. Tradução Plínio Dentzien. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2001.

______. Vidas desperdiçadas. Tradução Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2005.

BECK, Ulrich. O que é globalização? Equívocos do globalismo: resposta à globalização. Tradução de André Carone. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

BOURDIEU, Pierre. Contrafogos: táticas para enfrentar a invasão neoliberal. Tradução Lucy Magalhães. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1998.

BRASIL. Lei n. 6.019, de 3 de janeiro de 1974, que regula o trabalho temporário. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L6019.htm>. Acesso em 30-05-2014.

BRIGADÃO, Clóvis; RODRIGUES, Gilberto M. A. Globalização a olho nu: o mundo conectado. 2. ed. reform. São Paulo: Moderna, 2004.

CHANDA. Nayan. Sem fronteira. Tradução de Alexandre Martins. Rio de Janeiro: Record, 2011.

COSTA, Ilton Garcia; GONÇALVES, Aline M. . Da Sociedade Antiga à Sociedade Politica e a Funcionalidade do Direito. NOMOS (FORTALEZA), v. 36, p. 205-224, 2016. Disponível em: http://periodicos.ufc.br/nomos/article/view/1766/4561 Acesso em 20 mai 2018

__________; TOSAWA, Suelyn . O Trabalhador Estrangeiro e os Direitos Humanos. In: Natacha Ferreira Nagao Pires; Alexandre Gazetta Simões. (Org.). Ensaios sobre a História e a Teoria do Social Construção do Saber Jurídico Função Politica do Direito. 1ed.São Paulo: Letras Jurídicas, 2012, v. 1, p. 191-202.

__________; CENCI, Elve Miguel; CACHICHI, Rogério Cangussu Dantas. Comentários sobre o Programa Nacional de Direitos Humanos – PNDH3. In: Diálogos (Im)pertinentes - Responsabilidade Civil. KNOERR, Fernando Gustavo; KFOURI NETO, Miguel (coord.). SILVA, Marcos Alves da; GIBRAN, Sandro Mansur (orgs.) Curitiba: Instituto Memória – Centro de Estudos da Contemporaneidade, 2014.

__________; REIS, Junio Barreto dos. Direito ao Trabalho como Fator de Inclusão Social: proibição da despedida arbitrária e discriminatória. Revista Jurídica do Unicuritiba, Curitiba –PR, v.4, n.41, p. 321-339, 2015. Disponível em: http://revista.unicuritiba.edu.br/index.php/RevJur/issue/view/91 Acesso em 15 mai 2018.

DELGADO, Gabriela Neves. Direito fundamental ao trabalho digno. São Paulo: Editora LTr, 2006.

DELGADO, Maurício Godinho. Capitalismo, trabalho e emprego: entre o paradigma de destruição e os caminhos de reconstrução. São Paulo: LTr, 2006.

FARIA, José Eduardo. O direito na economia globalizada. São Paulo: Malheiros Editores, 2004.

FRIEDMAN, Thomas L. O mundo é plano. Rio de Janeiro: Editora Objetiva Ltda., 2005.

GIDDENS, Anthony. A terceira via: reflexões sobre o impasse político atual e o futuro da social-democracia. Tradução Maria Luiza X. de A. Borges. Rio de Janeiro: Editora Record, 2005.

HELD, David; MCGREW, Anthony. Prós e contras da globalização. Tradução Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

KNOERR, Fernando Gustavo; NOWACKI, Paulo Sérgio. Mudanças no posicionamento do STF: novo parâmetro para o critério de miserabilidade na concessão do Benefício Assistencial ao Idoso e a redução da idade pela nova Lei dos Portos. Revista Jurídica do Unicuritiba, Curitiba – PR, v.4, n.33, p. 407-439, 2013. Disponivel em: http://revista.unicuritiba.edu.br/index.php/RevJur/issue/view/71. Acesso em : 03 dez 2015

LIMA, Jairo Néia. Direito fundamental à inclusão social: eficácia prestacional nas relações privadas. Curitiba: Juruá, 2012.

PAULA, Paulo Mazzante de. Trabalho informal e exclusão social: perspectivas para a efeitivação do estado democrático de direito. Bauru, SP: Canal 6, 2012.

SALIBA, Maurício Gonçalves. Neoliberalismo, justiça e direitos humanos. In CAMBI, Eduardo; KLOCK, Andrea; ALVES, Fernando de Brito. Direitos fundamentais revisitados. Curitiba: Juruá, 2008, p. 165-190.

SANTOS, Milton. Por uma outra globalização: do pensamento único à consciência universal. 17. ed. Rio de Janeiro: Record, 2008.

SANTIN, Valter Foleto. Migração e discriminação de trabalhador. Revista Argumenta, Jacarezinho - PR, n. 7, p. 131-140, Fev. 2013. ISSN 2317-3882. Disponível em: <http://seer.uenp.edu.br/index.php/argumenta/article/view/76>. Acesso em: 15 Jun. 2014.

SEN, Amartya; KLIKSBERG, Bernardo. As pessoas em primeiro lugar: a ética do desenvolvimento e os problemas do mundo globalizado. Tradução Bernardo Ajzemberg, Carlos Eduardo Lins da Silva. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

SENNETT, Richard. A corrosão do caráter: as conseqüências pessoais do trabalho no novo capitalismo. Tradução Marcos Santarrita. 13. ed. Rio de Janeiro: Record, 2008a.

______. A cultura do novo capitalismo. Tradução Clóvis Marques. 2. ed. Rio de Janeiro: Record, 2008b.

Publicado
2019-12-31
Seção
Artigos