Ansiedade, estresse e estratégias de enfrentamento pré-competitivo de jogadores profissionais de basquetebol

  • Karina Padilha Clemente UNISO
  • Juliana Isquierdo Souza
  • Roberto Pellini Fernandes
  • Andressa Melina Becker da Silva

Resumo

Alguns fatores estudados pela Psicologia do Esporte, como ansiedade e estresse são considerados fundamentais devido ao seu impacto na vida dos atletas. Antes de intervir é necessário avaliar esses fatores, justificando o presente estudo, o qual objetivou verificar a relação entre ansiedade, estresse e estratégias de enfrentamento em jogadores de basquetebol em período de treinamento pré-competitivo. Participaram do estudo uma equipe de basquetebol do interior do estado de São Paulo (N=13), participantes do Novo Basquete Brasil (NBB), com idade entre 18 e 36 anos. Foram aplicados o Competitive State Anxiety Inventory (CSAI-2), O Recovery-Stress Questionnaire for Athletes (RESTQ-SPORT) e o Athletic Coping Skills Inventory- 25BR (ACSI-25BR), tendo os dados analisados no SPSS 23.0 utilizando estatística descritiva, Correlação de Spearman e o teste estatístico Kruskal Wallis (p≤0,05). Com relação à ansiedade, os atletas obtiveram pior escore nas subescalas Ansiedade Cognitiva e Autoconfiança. Em estresse, obtiveram bons escores nas subescalas Autoeficácia e Autorregulação e pior escore em Lesões e Estresse Específico. No coping, os melhores escores foram em Confiança e Motivação e o pior em Desempenho Sob Pressão. Conclui-se que a ansiedade, o estresse e não ter um coping adaptativo pode afetar o desempenho dos atletas nesta modalidade e categoria estudada.

Publicado
2019-07-01
Como Citar
Clemente, K. P., Souza, J. I., Fernandes, R. P., & Becker da Silva, A. M. (2019). Ansiedade, estresse e estratégias de enfrentamento pré-competitivo de jogadores profissionais de basquetebol. Revista De Psicologia, 10(2), 97 - 104. Recuperado de http://www.periodicos.ufc.br/psicologiaufc/article/view/33338