Psicólogas Piauienses em Políticas Educacionais: demandas e modelos de atendimento // Psychologists From Piauí in Educational Policies: demands and service models

Palavras-chave: Educação pública; Demandas Educacionais; Modelos de atendimento; Psicologia Escolar

Resumo

O estudo tem como objetivo analisar quais as principais demandas e os modelos de atendimento utilizados por 72 psicólogas inseridas na Educação Básica, nos Institutos Federais e nas Universidades Federais do estado do Piauí, Nordeste do Brasil, por meio de uma análise de conteúdo de três bancos de dados do Núcleo de Estudo em Desenvolvimento Humano, Psicologia Educacional e Queixa Escolar (PSIQUED) nos últimos cinco anos; sendo eles, Banco 1: Psicólogas inseridas na Educação Básica; Banco 2: Psicólogas inseridas nos Institutos Federais (IFs); Banco 3: Psicólogas inseridas nas Universidades Federais (UFs). Os resultados obtidos frente as principais demandas estão relacionadas à saúde mental e emocional e aos processos de aprendizagem; os modelos de atendimento mais utilizados foram os modelos clínico e institucional, respectivamente. Concluindo-se que ainda há pouco desenvolvimento da prática crítica do modelo educacional, e apesar da maioria das atuações terem um caráter clínico, há um olhar potencializador frente ao avanço da prática institucional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fauston Negreiros, Universidade Federal do Delta do Parnaíba

Psicólogo, Professor do Departamento de Psicologia da Universidade Federal do Delta do Parnaíba.

Leilanir de Sousa Carvalho, Universidade Federal do Pará

Psicóloga, Doutoranda em Psicologia da Universidade Federal do Pará.

Referências

Andrada, P. C. et al. (2019). O desinteresse dos alunos de ensino médio pela escola na atualidade. Momentum, v. 1, n. 16. Recuperado de: http://momentum.emnuvens.com.br/momentum/article/view/216/167
Araújo, E. R., Florambel, H. C. A. de V., Jucá, S. C. S., & Silva, S. A. (2020). Avanços da Educação Profissional no Brasil e sua subordinação histórica ao sistema capitalista, [S. l.], v. 8, n. 8, p. e30881224. DOI: 10.33448/rsd-v8i8.1224. Recuperado em 10 de agosto de 2020, de https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/1224.
Arruda, R. C & Oliveira, T. C. A atuação do psicólogo no contexto educativo: contribuições à psicologia escolar. (2018). TCC-Psicologia. Recuperado em 10 de agosto de 2020, de http://www.repositoriodigital.univag.com.br/index.php/Psico/article/view/72/71.
Bardin, L. Análise de conteúdo. (2011). Tradução de Luís Antero Retos, Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições, 70.
Beltrame, R. L et al. (2019). Medicalização da educação: sentidos produzidos por estudantes com diagnóstico relacionado a dificuldades no processo de aprendizagem e de comportamento. Recuperado em 5 de agosto de 2020, de https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/206357.
Brasil. (1998). Ministério da Educação e do Desporto. Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil. Secretaria da Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998. Recuperado em 5 de agosto de 2020, de http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/rcnei_vol1.pdf.
Brasil. (1999). Resolução CEB No 1, de 7 de abril de 1999. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Diário Oficial da União. Brasília/DF. Recuperado em 5 de agosto de 2020, de http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CEB0199.pdf.
Brasil. (2008). Lei nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica e cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia. Recuperado em 5 de agosto de 2020, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2008/Lei/L11892.htm.
Brasil. (2012). Lei nº 12.711 de 29 de agosto de 2012. Dispõe sobre o ingresso nas
universidades federais e nas instituições federais de ensino técnico de nível
médio e dá outras providências. Brasília, DF. Recuperado em 5 de agosto de 2020, de http://
www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2012/lei/l12711.htm.
Brasil. (2019). Lei n° 13.935, de 11 de dezembro de 2019. Diário Oficial da União, Brasília, DF. Data da publicação: 12 de dezembro de 2019. Seção: 1. Pág. 7.
Carbonieri, J., Eidt, N. M., & Magalhaes, C. (2020). A transição da educação infantil para o ensino fundamental: a gestação da atividade de estudo. Psicol. Esc. Educ., Maringá , v. 24, e215280. Recuperado em 10 de agosto de 2020, de . Dói: https://doi.org/10.1590/2175-35392020215280.
Chagas, J. C. (2018). Atuação da psicologia escolar frente à patologização e medicalização da educação superior. 2018. Recuperado em 10 de agosto de 2020, de https://repositorio.unb.br/handle/10482/34577.
Conselho Federal de Psicologia. (2019). Referências técnicas para Atuação de Psicólogas (os) na Educação Básica.
Feitosa, L. & Marinho-Araujo, C. (2016). Psicologia escolar nos institutos federais do brasil: articulação entre formação académica e formação profissional dos estudantes. Livro de Atas do IV Seminário Internacional Cognição, Aprendizagem e Desempenho, p. 17-29. Recuperado em 10 de agosto de 2020, de https://core.ac.uk/download/pdf/55642379.pdf#page=18.
Feitosa, M. S., et al. (2019). A educação profissional e tecnológica na ótica de Lev Vygotsky: pressupostos teóricos e contribuições. Revista Semiárido De Visu, v. 7, n. 2, p. 100-115. Recuperado em 10 de agosto de 2020, de https://periodicos.ifsertao-pe.edu.br/ojs2/index.php/semiaridodevisu/article/view/1054/262.
Ferreira, M. A. S. (2019). A atuação da Psicologia Escolar na Educação Superior: possibilidades de enfrentamento ao racismo institucional. Recuperado em 5 de agosto de 2020, de https://repositorio.unb.br/handle/10482/35703.
Ferreira, S. & Azevedo, R. (2020). Orientação profissional e formação humana integral na educação profissional técnica de nível médio. Educação Profissional e Tecnológica em Revista, v. 4, n. 1, p. 107-129. Recuperado em 5 de agosto de 2020, de https://ojs.ifes.edu.br/index.php/ept/article/view/488.
Frota, D. L. (2019). Saúde do professor: um estudo sobre o adoecimento no trabalho a partir do olhar docente.117f. (Dissertação de Mestrado) Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Educação, Fortaleza (CE). Recuperado em 5 de agosto de 2020, de em: http://repositorio.ufc.br/handle/riufc/45731.
Gomes, A. E. B. (2019). Histórico, Características e Práticas do Psicólogo no Contexto da Psicologia Escolar. Psicologado, [S.l.]. Recuperado em 10 de agosto de 2020, de https://psicologado.com.br/atuacao/psicologia-escolar/historico-caracteristicas-e-praticas-do-psicologo-no-contexto-da-psicologia-escolar.
Lima, V. A. A., Bordini, G. S., & Fantin, J. (2019). Conversando sobre ansiedade com estudantes, docentes e taes do centro tecnológico de joinville. Recuperado em 10 de agosto de 2020, de https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789.
Limachi, E. K. U., & Zucolotto, M. P. (2019). A atuação do(a) psicólogo(a) escolar diante das políticas públicas de Educação Infantil. Revista Exitus, [S. l.], v. 9, n. 3, p. 116-140. DOI: 10.24065/2237-9460.2019v9n3ID932. Recuperado em 10 de agosto de 2020, de http://ufopa.edu.br/portaldeperiodicos/index.php/revistaexitus/article/view/932.
Maia, F. A. M., Soares, A. B., & Leme, V. (2019). Relações Interpessoais em alunos na transição para o 6ºano do Ensino Fundamental. Perspectivas en Psicología, v. 16, n. 1, p. 1-13. Recuperado em 10 de agosto de 2020, de https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=7043475.
Martinez, A. M. (2009). Psicologia Escolar e Educacional: compromissos com a educação brasileira. Revista Semestral da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE), v. 13, n. 1, p. 169-177. Recuperado em 10 de agosto de 2020, de https://repositorio.unb.br/bitstream/10482/27550/1/v13n1a20.pdf.
Mendonça, E. S., & Aranha, M. L. M. (2020). Política de cotas raciais: instrumento de promoção de equidade e justiça social. Revista Em Pauta: teoria social e realidade contemporânea, v. 18, n. 45. Recuperado em 10 de agosto de 2020, de https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/revistaempauta/article/view/47226/31987.
Mezzalira, A. S. C. et al. (2019). O Psicólogo Escolar na Educação Infantil: Uma Proposta de Intervenção Psicossocial. Revista de Psicologia da IMED, Passo Fundo, v. 11, n. 1, p. 233-247, abr. 2019. ISSN 2175-5027. Recuperado em 26 de fevereiro de 2020, de https://seer.imed.edu.br/index.php/revistapsico/article/view/3051. Dói: https://doi.org/10.18256/2175-5027.2019.v11i1.3051.
Negreiros, F., Barros, M. O., & Carvalho, L. S. (2020). Psicologia escolar em políticas públicas no Piauí, Brasil: compreensão teórico-prática e modelos de atendimentos. Integración Académica en Psicología, v. 8, n. 22, p. 60-70. ISSN: 2007-5588. Recuperado em 5 de agosto de 2020, de https://integracion-academica.org/attachments/article/264/06.
Nunes, V. B., & Souza, L. L. (2018). Formação Ética na Educação Profissional, Científica e Tecnológica. Educ. Real., Porto Alegre , v. 43, n. 2, p. 711-726. Recuperado em 10 de agosto de 2020, de https://doi.org/10.1590/2175-623667554.
Pacheco, F. A., Nonenmacher, S. E. B., & Cambraia, A. C. (2020). Adoecimento mental na educação profissional e tecnológica: o que pensam os estudantes concluintes de cursos técnico integrados. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, [S.l.], v. 1, n. 18, p. e9173. ISSN 2447-1801. Recuperado em 10 de agosto de 2020, de . Dói: https://doi.org/10.15628/rbept.2020.9173.
Patias, N. D., & Hohendorff, J. V. (2019). Em defesa de uma Psicologia Escolar/Educacional crítica. Revista de Psicologia da IMED, Passo Fundo, v. 11, n. 1, p. 3-5, abr. ISSN 2175-5027. Recuperado em 27 de fevereiro de 2020, de https://seer.imed.edu.br/index.php/revistapsico/article/view/3270/2150. Dói: https://doi.org/10.18256/2175-5027.2019.v11i1.3270.
Pereira Neto, A. A., Carvalho, L. S., Negreiros, F. (2020). O psicólogo escolar na gestão de políticas públicas de educação. Perspectivas en Psicología, v. 17, n. 1, p. 51-61. Recuperado em 5 de agosto de 2020, de http://200.0.183.216/revista/index.php/pep/article/view/476.
Peretta, A. A. C. S., Oliveira, Í. W. M., & Lima, L. M. Roda de conversa sobre evasão: a psicologia escolar no ensino superior. Psicol. Esc. Educ., Maringá , v. 23, e186484. Recuperado em 10 de agosto de 2020, de .https://doi.org/10.1590/2175-35392019016484.
Possatto, J. M. (2019). Práticas inovadoras em contextos educativos: Subsídios para a atuação do psicólogo escolar. Recuperado em 10 de agosto de 2020, de https://repositorio.unb.br/handle/10482/35822.
Ramos, F. P. et al. (2019). Oficina de Controle de Ansiedade e Enfrentamento do Estresse com Universitários. PSI UNISC, [S.l.], v. 3, n. 1, p. 121-140. ISSN 2527-1288. Recuperado em 10 de agosto de 2020, de . Dói: https://doi.org/10.17058/psiunisc.v3i1.12621.
Sampaio, A. B. A. et al. (2018). Processos afetivos na relação professor e aluno: reflexões sobre a mediação do psicólogo escolar. Revista Expressão Católica, [S.l.], v. 6, n. 1, p. 54-62. ISSN 2357-8483. Recuperado em 10 de agosto de 2020, de . Dói: http://dx.doi.org/10.25190/rec.v6i1.2071.
Santos, S. M. F. et al. (2020). Trajetória histórica sobre pessoas com deficiência e dificuldades de aprendizagem: as contribuições da psicologia. Humanidades & Inovação, v. 7, n. 6, p. 486-
497. Recuperado em 10 de agosto de 2020, de https://revista.unitins.br/index.php/humanidadeseinovacao/article/view/1523.
Santos, L. B. et al. (2020). Pronatec campo - possibilidades & desafios: um estudo de caso a partir da prática do psicólogo educacional na educação profissional e tecnológica. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, [S.l.], v. 2, n. 19, p. e9835. ISSN 2447-1801. Recuperado em 10 de agosto de 2020, de . Dói:https://doi.org/10.15628/rbept.2020.9835.
Silva, F. L. G. R. et al. (2019). O exercício da docência na Educação Profissional e Tecnológica: o que dizem os docentes. Revista eixo, v. 8, n. 1. Recuperado em 10 de agosto de 2020, de http://revistaeixo.ifb.edu.br/index.php/RevistaEixo/article/view/580. Dói: https://doi.org/10.19123/eixo.v8i1.580
Siqueira, D., Pasche da Silveira, R., Sarubbi de Moraes, J., Gomes Terra, M., Toledo Souto, V., Ademir da Silva, A. (2019). Práxis Do Ensino Na Educação Básica Diante De Adolescentes Usuários De Drogas. Revista Enfermagem Atual InDerme, v. 90, n. 28. Recuperado em 26 de fevereiro de 2020, de http://revistaenfermagematual.com.br/index.php/revista/article/view/458/557.
Souza, M. P. R. D., Silva, S. M. C. D., & Yamamoto, K. (2014). Atuação do psicólogo na educação básica: concepções, práticas e desafios. Uberlândia: Edufu.
Souza, V. L. T., & Neves, M. A. P. (2019). Psicologia escolar no ensino médio público: o rap como mediação. Revista de Psicologia da IMED, v. 11, n. 1, p. 6-26. Recuperado em 1 de agosto de 2020, de https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=6996070.
Viegas, L. S., Freire, K. E. S., & Bomfim, F. B. (2018). Atendimento a queixa escolar nos serviços públicos de saúde mental da Bahia. Psicol. Esc. Educ., Maringá , v. 22, n. 1, p. 133-140. https://doi.org/10.1590/2175-35392018013260.
Publicado
2022-06-30
Como Citar
Barros, M. de O., Negreiros, F., & de Sousa Carvalho, L. (2022). Psicólogas Piauienses em Políticas Educacionais: demandas e modelos de atendimento // Psychologists From Piauí in Educational Policies: demands and service models. Revista De Psicologia, 13(2), 106 - 121. https://doi.org/10.36517/10.36517/revpsiufc.13.2.2022.8
Seção
Relatos de Pesquisa