Avaliação da função renal de pacientes com vírus da imunodeficiência humana

  • Ederson dos Santos Costa Universidade Estadual do Maranhão
  • Déborah Éllen Pinheiro de Oliveira Universidade Estadual do Maranhão
  • Francilene de Sousa Vieira Universidade Estadual do Maranhão
  • Gleciane Costa de Souza Universidade estadual do Maranhão
  • Maria Edileuza Soares Moura Universidade Estadual do Maranhão
Keywords: Terapia Antirretroviral de Alta Atividade, Infecções por HIV, Nefropatia Associada a AIDS.

Abstract

Objetivo: avaliar a função renal de pacientes em uso de terapia antirretroviral. Métodos:estudo documental, analítico e transversal com 150 pacientes Human Immunodeficiency Virus positivos, em uso de terapia antirretroviral, aos quais se ofertaram exames de creatinina sérica e de elementos e sedimentos anormais da urina, calculou-se a taxa de filtração glomerular estimada pela equação Chronic Kidney Disease Epidemiology Collaboration e estratificou-se a disfunção renal. Resultados: 11,3% dos participantes apresentaram taxa de filtração glomerular inferior a 90 ml/min/1,73m². Desses, 8,0% com disfunção renal estágio 2, e 3,3%, em estágio 3. As variáveis, maior idade e exposição prolongada à terapia antirretroviral, apresentaram significância estatística para alteração da função renal.Conclusão: estimativas da taxa de filtração glomerular por meio da equação Chronic Kidney Disease Epidemiology Collaboration mostrou-se medida efetiva de detecção precoce de alteração da função renal em pessoas vivendo com Human immunodeficiency virus/Acquired immunodeficiency syndrome em uso de terapia antirretroviral.
Published
2017-06-13
Section
Research Article