Conhecimento sobre prevenção e controle de infecção relacionada à assistência à saúde: contexto hospitalar

  • Andréa Mara Bernardes da Silva Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo. Ribeirão Preto (SP) - BR.
  • Denise de Andrade Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo. Ribeirão Preto (SP) - BR.
  • Anneliese Domingues Wysocki Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. Três Lagoas (MS) - BR
  • Adriana Cristina Nicolussi Universidade Federal do Triângulo Mineiro. Uberaba (MG) - BR.
  • Vanderlei José Haas Universidade Federal do Triângulo Mineiro. Uberaba (MG) - BR.
  • Mário Alfredo Silveira Miranzi Universidade Federal do Triângulo Mineiro. Uberaba (MG) - BR
Keywords: Conhecimento, Infecção Hospitalar, Prevenção de Doenças, Profissionais da Saúde.

Abstract

Objetivo: identificar o conhecimento dos profissionais de saúde acerca das recomendações para prevençãoe controle de infecção relacionada à assistência à saúde. Métodos: estudo transversal, realizado com 308 enfermeiros, técnicos, médicos e fisioterapeutas em hospital público de ensino. Utilizou-se instrumento construído e validado para coleta de dados. Realizou-se análise descritiva, medidas de associação, e teste t de Student. Resultados: a comparação das médias para medidas de precaução padrão indicou que não houve diferença significativa entre as categorias profissionais. A associação dos escores de conhecimento específico com tempo de formação, de atuação na instituição e atuação profissional, constatou que o conhecimento das recomendações se apresenta diferente entre as categorias. Para alguns profissionais quanto maior tempo de formação, e atuação profissional, menor é o conhecimento. Uma variável em relação ao trato respiratório apresentou-se estatisticamente significante (p=0,044). Conclusão: houve conhecimento adequado sobre as recomendações preventivas, contudo este foi limitado em domínios específicos.

Author Biographies

Denise de Andrade, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo. Ribeirão Preto (SP) - BR.
Enfermeira. Doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem Fundamental da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto-USP e, Livre-docente em 2006 pela EERP/USP. É Professora Associado do Departamento de Enfermagem Geral e Especializada da EERP-USP.
Anneliese Domingues Wysocki, Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. Três Lagoas (MS) - BR
Doutora em Ciências pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - Universidade de São Paulo. Professora do curso de graduação em Enfermagem pela Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Campus de Três Lagoas (MS).
Adriana Cristina Nicolussi, Universidade Federal do Triângulo Mineiro. Uberaba (MG) - BR.
Enfermeira. Doutora em Ciências pela EERP-USP. Professor Adjunto A1 no Departamento de Enfermagem na Assistência Hospitalar do Curso de Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Triangulo Mineiro (UFTM)- Uberaba(MG) - Brasil.
Vanderlei José Haas, Universidade Federal do Triângulo Mineiro. Uberaba (MG) - BR.
Físico. Doutor em Física Aplicada à Medicina e Biologia pela Universidade de São Paulo, Pós-doutorado pela Faculdade de Medicina - USP. PhD, Pesquisador, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba( MG)-Brasil.
Mário Alfredo Silveira Miranzi, Universidade Federal do Triângulo Mineiro. Uberaba (MG) - BR
Odontólogo. Professor na Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Published
2017-08-21
Section
Article