Tecnologias assistivas para cegos: competências essenciais para promoção da saúde conforme Consenso de Galway

  • Luciana Vieira de Carvalho Universidade Federal do Ceará
  • Gleicia Martins de Melo Universidade Federal do Ceará
  • Priscila de Souza Aquino Universidade Federal do Ceará
  • Régia Christina Moura Barbosa Castro Universidade Federal do Ceará
  • Maria Vera Lúcia Moreira Leitão Cardoso Universidade Federal do Ceará
  • Lorita Marlena Freitag Pagliuca Universidade Federal do Ceará
Keywords: Tecnologia, Promoção da Saúde, Pessoas com Deficiência Visual, Cegueira.

Abstract

Objetivo: identificar os domínios das competências essenciais definidos na Declaração de Consenso de Galway presentes em tecnologias assistivas para promoção da saúde de adultos cegos. Métodos: revisão integrativa realizada nas bases de dados Literatura Latino-Americana em Ciências de Saúde, SCOPUSCumulative Index to Nursing and Allied Health Literature, e portal Publicações Médicas. Após aplicação dos critérios de inclusão, a amostra constituiu de 10 artigos. Analisou-se oito competências para promoção da saúde: Catalisar mudança, Liderança, Avaliação das necessidades, Planejamento, Implementação, Advocacia e Parcerias. Resultados: as competências Catalisar mudança e Parcerias prevaleceram, sendo identificadas em todos os artigos. Nenhum estudo trabalhou a competência de Liderança e Advocacia. Conclusão: contemplou-se as competências Catalisar mudança, Avaliação das necessidades, Planejamento, Implementação, Avaliação e Parcerias em tecnologias para promoção da saúde de adultos cegos.

 

Author Biographies

Luciana Vieira de Carvalho, Universidade Federal do Ceará
Enfermeira. Doutoranda pelo Programa de Pós-graduação  em Enfermagem da Universidade Federal do Ceará.
Gleicia Martins de Melo, Universidade Federal do Ceará
Enfermeira. Doutoranda pelo Programa de Pós-graduação  em Enfermagem da Universidade Federal do Ceará.
Priscila de Souza Aquino, Universidade Federal do Ceará
Enfermeira, Doutora em Enfermagem. Professora da Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem da Universidade Federal do Ceará. Fortaleza, CE, Brasil.
Régia Christina Moura Barbosa Castro, Universidade Federal do Ceará
Enfermeira, Doutora em Enfermagem. Professora da Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem da Universidade Federal do Ceará. Fortaleza, CE, Brasil.
Maria Vera Lúcia Moreira Leitão Cardoso, Universidade Federal do Ceará
Enfermeira, Doutora em Enfermagem. Professora Titular da Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem da Universidade Federal do Ceará. Fortaleza, CE, Brasil.
Lorita Marlena Freitag Pagliuca, Universidade Federal do Ceará
Enfermeira, Doutora em Enfermagem. Professora Titular da Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem da Universidade Federal do Ceará. Fortaleza, CE, Brasil.
Published
2017-08-21
Section
Review Article