Cognição, funcionalidade e indicativo de depressão entre idosos

  • Winnie Andaki Nune
  • Flavia Aparecida Dias
  • Janaína Santos Nascimento
  • Nayara Cândida Gomes
  • Darlene Mara dos Santos Tavares

Abstract

Objetivo: descrever as características socioeconômicas dos idosos segundo status cognitivo, e; associar o declínio cognitivo com a incapacidade funcional e o indicativo de depressão entre idosos. Métodos: estudo quantitativo, retrospectivo e observacional com 92 idosos. Foram utilizados os instrumentos: Mini Exame do Estado Mental; Índice de Katz; Escala de Lawton e Brody e Escala de Depressão Geriátrica Abreviada. Utilizou-se análise estatística e teste qui-quadrado (p<0,05). Resultados: predominaram idosos com declínio cognitivo para o sexo feminino, 80 anos e mais, viúvos e que moravam com filhos, de um a três anos de estudo, renda individual de até um salário mínimo. A proporção de idosos com declínio cognitivo dependentes nas atividades básicas de vida diária (p=0,043) e atividades instrumentais de vida diária (p=0,008) foi superior aos independentes. Não houve diferenças significativas quanto ao indicativo de depressão (p=0,437). Conclusão: a proporção de idosos dependentes foi superior naqueles com declínio cognitivo.

Author Biography

Janaína Santos Nascimento
Published
2016-02-21
Section
Research Article