Capacidade funcional de idosos: implicações para atividades instrumentais de vida diária*

  • George Luiz Alves Santos Hospital Placi Cuidados Extensivos
  • Rosimere Ferreira Santana Universidade Federal Fluminense
Keywords: Cuidados de Enfermagem, Saúde do Idoso, Enfermagem Geriátrica, Cultura.

Abstract

Objetivo: descrever as implicações de fatores socioculturais para execução das atividades instrumentais de vida diária de idosos frequentadores de um grupo de convivência. Métodos:estudo qualitativo, do tipo etnoenfermagem, realizado com 35 idosos de um projeto de extensão universitária. Coleta de dados pautada em observações in loco, diário de campo e entrevistas. Análise dos dados realizada em quatro fases propostas pela etnoenfermagem. Resultados: domínio da informática, tecnologias como telefonia móvel, acessibilidade do espaço urbano, baixa escolaridade, bem como o processo de lentificação associados ao envelhecimento influenciaram a execução de atividades diárias, impactando na capacidade funcional. Conclusão: valores culturais e modos de vida foram expressos em hábitos diários que caracterizaram o modo de ser idoso, uma cultura gerontológica. Foram descritos fatores políticos, legais, de companheirismo e sociais.

Author Biographies

George Luiz Alves Santos, Hospital Placi Cuidados Extensivos
Mestre em Ciências do Cuidado em Saúde pela Universidade Federal Fluminense. Especialista em Enfermagem Gerontológica pela Universidade Federal Fluminense. Enfermeiro no Hospital Placi Cuidados Extensivos, Niterói, Rio de Janeiro, Brasil.
Rosimere Ferreira Santana, Universidade Federal Fluminense
Enfermeira. Pós-doutora em Enfermagem. Especialista em Psicogeriatria. Professora do Departamento de Enfermagem Médico-Cirúrgico (MEM), Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa (EEAAC), Universidade Federal Fluminense (UFF).
Published
2017-11-21
Section
Article