Impacto da implantação da Rede Cegonha nas hospitalizações em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal

  • Sandra Mara Aparecida dos Santos de Andrade
  • Cristiana Aparecida Soares Manzotti
  • José Alípio Garcia Gouveia
  • Cristiane Faccio Gomes
  • Marcelo Picinin Bernuci
  • Angélica Capellari Menezes Cassiano
Keywords: Morte do Lactente, Prematuro, Unidades de Terapia Intensiva Neonatal.

Abstract

Objetivo: avaliar o impacto da implantação da rede cegonha nas hospitalizações em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal. Métodos: estudo retrospectivo e transversal, com 283 prontuários de recém-nascidos hospitalizados em unidade de terapia intensiva neonatal antes e após a implantação da Rede Cegonha, correlacionando dados da gestante às condições dos bebês. Resultados: após a implantação da Rede Cegonha, a porcentagem de gestantes que realizaram seis ou mais consultas aumentou 6,5% e diagnóstico de doença hipertensiva específica da gestação reduziu 10,8%. Notou-se também redução de uma semana na idade gestacional média dos bebês bem como redução de 14,4% na porcentagem de bebês com peso ≥2500 gramas. O número de óbitos durante a hospitalização passou de 2,4% para 14,5%. Conclusão: a meta de realizar triagem e monitoramento das gestações de risco foi atingida, entretanto, a redução da taxa de mortalidade neonatal ainda é desafio.

Published
2016-06-05
Section
Research Article