Fragilidade em idosos com doença renal crônica em tratamento conservador

  • Aline de Sousa Meira
  • Marcelo Aparecido Batista
  • Roberta Maria de Pina Pereira
  • Rosalina Aparecida Partezani Rodrigues
  • Jack Roberto Silva Fhon
  • Luciana Kusumota
Keywords: Idoso, Insuficiência Renal Crônica, Idoso Fragilizado, Enfermagem.

Abstract

Objetivo: avaliar o nível de fragilidade dos idosos com doença renal crônica em tratamento conservador.Métodos: estudo transversal e correlacional com 35 idosos. A fragilidade foi avaliada por meio do instrumento Edmonton Frail Scale. Realizou-se análise descritiva e os coeficientes de Correlação de Spearman. Resultados: a fragilidade apresentou variação de mínimo um e máximo 14, com escore médio 7,71(±3,10). As mulheres (8,05±3,551) e os analfabetos (9,57±2,637) apresentaram escore médio maior de fragilidade. Ao correlacionar a fragilidade, foi encontrada correlação inversa moderada com anos de estudo (p=0,033) e correlação positiva moderada com número de complicações (p=0,000). Conclusão: os idosos com doença renal crônica em tratamento conservador apresentaram algum grau de fragilidade, os maiores níveis foram correlacionados com menor escolaridade e maior número de complicações clínicas.
Published
2016-06-05
Section
Research Article