Perfil clínico e metabólico e sua relação com resistência à insulina entre escolares

  • Jéssica Denise Vieira Leal
  • Thaís Norberta Bezerra de Moura
  • Vanessa Natali de Carvalho
  • Ana Roberta Vilarouca da Silva
  • Artemízia Francisca de Sousa
  • Luisa Helena de Oliveira Lima
Keywords: Resistência à Insulina, Adolescente, Perfil de Saúde.

Abstract

Objetivo: investigar o perfil clínico e metabólico e sua relação com resistência à insulina entre escolares.Métodos: estudo transversal realizado com 186 adolescentes de 10 a 19 anos. Foram consideradas variáveis clínicas: índice de massa corporal, circunferência da cintura e do pescoço, índice de conicidade, pressão arterial sistólica, diastólica e média; variáveis metabólicas: triglicerídeos, glicemia, colesterol total, high-density lipoprotein e low-density lipoprotein colesterol, insulina e índice Homeostasis Model Assessment. Considerou-se significância estatística p<0,05. Resultados: observou-se prevalência do sexo feminino, com 19,4% e 6,5% de excesso de peso e obesidade, respectivamente. A prevalência de resistência à insulina foi de 42,5%. Na distribuição das variáveis clínicas e metabólicas dos adolescentes segundo os quartis do índice Homeostasis Model Assessment pressão arterial sistêmica, glicemia e insulina aumentaram à medida que os valores do índice Homeostasis Model Assessment elevavam. Conclusão: resistência insulínica está presente em adolescentes e esta condição associa-se às alterações clínicas e metabólicas.
Published
2016-06-05
Section
Research Article