A percepção do pai frente ao nascimento do seu filho

Isolda Pereira da Silveira, Antônia do Carmo Soares Campos, Marília Silveira de Mello, Ana Fátima Carvalho Fernandes

Resumo


Objetivou-se conhecer a percepção do pai frente ao nascimento do seu filho, neste estudo de natureza qualitativa, realizado na unidade de puerpério localizada no alojamento conjunto de uma maternidade pública de grande porte, conveniada ao Sistema Único de Saúde (SUS) em Fortaleza, Ceará. Os sujeitos da pesquisa foram quinze pais em visita aos rebentos e suas companheiras. A coleta de dados aconteceu nos meses de fevereiro e março de 2003. Utilizou-se como técnica a entrevista semi-estruturada. Os resultados analisados apontaram para três categorias: o pai vivenciando a espera do filho; a emotividade vivida pelo pai; o desejo de participar. Concluiu-se que deve ser valorizada a presença do pai como necessidade e prioridade para o bem-estar e a segurança do casal e da família durante a parturição. Portanto, se faz necessária nova postura das instituições de saúde no que diz respeito à presença do pai durante o parto.


Palavras-chave


Emoções; Relações pai-filho; Humanização do parto; Pai.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Este trabalho está licenciado sob Creative Commons – Licença CC BY  https://creativecommons.org/licenses/

Marca ABEC Completa