Uso de tecnologias no aprimoramento da territorialização e monitorização em saúde

Resumo

Introdução: A Estratégia de Saúde da Família é considerada uma porta de entrada do usuário à Rede de Atenção, a qual conta com a presença do Agente Comunitário de Saúde (ACS) envolvido na territorialização por meio de aquisição de informações sobre as condições gerais de saúde de cada indivíduo durante as visitas domiciliares. Entretanto, é possível afirmar que esse processo está desarticulado da gerência dos sistemas de informação. Objetivo: Relatar a experiência interdisciplinar na construção de uma alternativa ao método utilizado para coleta de informações. Métodos: O estudo se desenvolve em formato de relato de experiência sobre o trabalho interdisciplinar entre residentes em saúde, alunos de graduação do curso de Ciência da Computação e a equipe de ACS's. Resultados: O desenvolvimento de protótipo para gestão em saúde se mostrou de grande importância à experiência durante a prática da Residência em Saúde da Família, principalmente na busca pela resolução de problemas relacionadSo à inovação em saúde. Devido à baixa motivação dos profissionais ao utilizarem o sistema informatizado, visualizou-se a tecnologia mobile como alternativa para o caso dos ACS's. Conclusão: A melhoria na aquisição e qualidade na consolidação dos dados e a visualização através de mapas inteligentes são caminhos para trabalhos futuros e melhoria do aplicativo desenvolvido.

Biografia do Autor

Camila Rickli, Universidade Estadual do Centro-Oeste

Atualmente, realiza Mestrado em Nanociências e Biociências e nova graduação em Tecnologia em Big Data e Inteligência Analítica para desenvolvimento de competência analítica e computacional, aprendizado de gestão e conhecimento do mercado, de modo a trabalhar com produto, inovação e tecnologia em saúde. Fisioterapeuta formada pela instituição Universidade Estadual do Centro-Oeste, pós-graduada em Fisioterapia Pediatrica e Neonatal pela faculdade inspirar.

Referências

WHO - mHealth New horizons for health through mobile technologies - Global Observatory for eHealth series - Volume 3 – 2011.

Brasil, PNIIS – Politica Nacional de Informação e Informatica em Saúde – 2013

Brasil, PNIIS – Politica Nacional de Informação e Informatica em Saúde – 2004

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Guia prático do agente comunitário de saúde / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. – Brasília : Ministério da Saúde, 2009. 260 p. : il. – (Série A. Normas e Manuais Técnicos). Disponível em: < http://189.28.128.100/dab/docs/publicacoes/geral/guia_acs.pdf >

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. departamento de Atenção Básica. O trabalho do agente comunitário de saúde / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, departamento de Atenção Básica. – Brasília: Ministério da Saúde, 2009.

http://dab.saude.gov.br/portaldab/noticias.php?conteudo=_&cod=2482

David, D.E.H. Gestão de ideias — Curitiba : Aymará, 2011.

Portugal, J.L.. Sistema de Informações Geográficas para o Programa de Saúde da Família – Recife. 2003. 126 p.:il.

Ipardes, Caderno Estatístico Município de Guarapuava , 2017

Remondi, F.; Lazarotto, H.; Almeida, M.; Neto, M.C. Gestão e Avaliação de Tecnologias e Saúde no Paraná: desafios e propostas para a SESA e para o setor de saúde paranaense. Espaço para saúde, Revista de Saúde Pública do Paraná, Londrina, V.18 N.1 junho/2017

Jacobi; P.R. Dialogos em Ambiente e Sociedade no Brasil, Volume 2, 2006.

Monken, M. - Saúde Movimento – Cap 6 - Contexto, Território e o Processo de Territorialização de Informações, 2008.

Cavalcante, R.B.; Pinheiro, M.M.K. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, João Pessoa, v. 1, n. 2, p. 106-119, jul./dez. 2011. acesso em 01/11/2017 http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/pgc. ISSN: 2236-417X

MORESI, E.A.D.; BARBOSA, J.A.; BRAGA, M.O. Inovação e participação social: o App Mapa da Saúde, Memorias de la Décima Quinta Conferencia Iberoamericana en Sistemas, Cibernética e Informática; CISCI 2016.

Guairahack, http://guairaca.com.br/guairahack-apos-30-horas-equipes-encerram-fase-de-desenvolvimento-de-projetos/ acesso em 09/11/2017

Prefeitura de Guarapuava é destaque na Campus Party, http://www.guarapuava.pr.gov.br/noticias/laboratorio-de-ideias-da-prefeitura-de-guarapuava-e-destaque-na-campus-party/ acesso em 09/11/2017

Feira de Ideias Premia Ideias Inovadoras em Guarapuava, http://www.guarapuava.pr.gov.br/noticias/feira-de-ideias-premia-ideias-inovadoras-de-guarapuava/ acesso em 09/11/2017

Regulamento do Programa de Residência Multiprofissional em Atenção Primária com Ênfase em Saúde da Família, da UNICENTRO; RESOLUÇÃO Nº 48-CEPE/UNICENTRO, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2015

Ministério da Educação - Secretaria de Educação Superior - Comissão Nacional de Residência Multiprofissional em Saúde - Resolução Nº 2, De 13 De Abril De 2012 Dispõe sobre Diretrizes Gerais para os Programas de Residência Multiprofissional e em Profissional de Saúde.

Costa C.R.S., Montagna E., A formação acadêmica do fisioterapeuta para sua atuação na gestão em saúde ABCS Health Sci. 2015; 40(3):252-256

Publicado
2019-08-27