Solução de Problemas, Diagnóstico Médico e Educação Médica

  • Luiz Carlos Lobo Universidade Federal do Rio de Janeiro/ Universidade Aberta do SUS

Resumo

Objetivo: discutir o processo de decisão clínica e solução de problemas, indicando o seu impacto na formação de profissionais de saúde; debater a importância do Prontuário Eletrônico do Cidadão na avaliação do atendimento e na possibilidade de troca de informações e o acesso a base de dados das pessoas, agregando-as por unidade de atenção, município, estado e federação. Método: Revisão bibliográfica sobre os temas abordados e experiência do autor na discussão desses temas. Resultados e discussão: a adoção de prontuários médicos e de saúde por problemas, aceitando as premissas estabelecidas por Lawrence Weed e aceitas pelo e.SUS AB na estruturação do Prontuário Eletrônico do Cidadão e consignadas no Cadastro Internacional de Atenção Primária, permitirá centrar o atendimento em saúde no paciente e não na doença. Dados desses prontuários integrarão bases de dados nos municípios, estados e Ministério da Saúde, permitindo realizar pesquisas utilizando novas tecnologias e inteligência artificial. Estudos sobre os processos envolvidos na solução de problemas e analisando sistemas de apoio à decisão clínica foram apresentados, assim como o emprego de algoritmos na tomada de decisão. Conclusão: discutiu-se a importância de pesquisas definindo evidencias clínicas para orientar a tomada de decisões e ressaltou-se a importância em se desenvolver pesquisas voltadas a problemas nacionais em saúde.

Biografia do Autor

Luiz Carlos Lobo, Universidade Federal do Rio de Janeiro/ Universidade Aberta do SUS

Doutor. Livre Docente de Biofísica - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professor Honoris Causa - Universidade de Brasília. Consultor Sênior - Universidade Aberta do SUS/Fiocruz.

Publicado
2019-08-27