Curso autoinstrucional de atenção à saúde da população ribeirinha como ferramenta para qualificação profissional

Palavras-chave: Atenção Primária à Saúde, Educação a Distância, População rural

Resumo

Introdução: Considerando a realidade social e cultural da população ribeirinha por suas especificidades regionais, grande dispersão demográfica e rios como principal meio de transporte, que representam um desafio para o acesso e efetivação de atividades em saúde, a capacitação em atenção primária dos profissionais de saúde atuantes em áreas ribeirinhas torna-se um fator essencial. Objetivo: Descrever a oferta do curso de Atenção à Saúde da População Ribeirinha, de caráter autoinstrucional, elaborado pelo Centro de Pesquisa e Desenvolvimento UNA-SUS Amazônia e disponibilizado na plataforma Arouca. Metodologia: O curso foi estruturado em 6 unidades de aprendizagem, totalizando 60h de carga horária. Cada unidade foi composta por itens avaliativos de caráter somativo e formativo, com feedback, que abordam os conteúdos educacionais previstos. Em relação ao material didático, o curso disponibiliza e-books, textos de apoio e videoaulas. Resultados: O curso está disponível na plataforma Arouca desde junho de 2021 e, atualmente, 640 alunos já finalizaram o curso. Conclusão: Diante desses resultados, mesmo com os desafios, acreditamos na modalidade de ensino e aprendizagem dos cursos autoinstrucionais como perspectiva promissora para área de saúde.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Waldeyde Magalhães, Universidade Aberta do SUS - Universidade do Estado do Amazonas

Doutoranda em Saúde Pública pela Universidade de Ciências Empresariais e Sociais (UCES). Professora efetiva da Universidade do Estado do Amazonas-UEA, Gerente do Pólo de Telessaúdea - PTA/UEA, atuou como Coordenadora Institucional do Programa Nacional de Reorientação da Formação Profissional-Pró-Saúde e Representante Institucional da Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS) da Universidade do Estado do Amazonas, atuou como membro da Comissão de Políticas Públicas do CFO-Conselho Federal de Odontologia. Atualmente, é Coordenadora do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento UNA-SUS Amazônia.

 
João da Mata Libório Filho, Universidade do Estado do Amazonas

Doutorando em Informática - área de pesquisa redes de computadores e telecomunicações - pela Universidade Federal do Amazonas. É professor assistente na Universidade do Estado do Amazonas e técnico na UFAM, tem experiência na área de ciência da computação, com ênfase em redes de computadores e informática na educação, atuando principalmente nos seguintes temas: redes multimídias, aplicações para distribuição de streaming de vídeo, super resolução de imagem e vídeo com Deep Learning, ciência de dados e plataformas de educação a distância.

Desirée Emelly Gomes Nascimento, Universidade Aberta do SUS - Universidade do Estado do Amazonas

Mestre dpelo Programa de Pós-Graduação em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação-PROFNIT/FORTEC na Universidade do Estado do Amazonas-UEA. Possui especialização em MBA em Gestão de Projetos, graduação em Engenharia Química, ambos pela Universidade do Estado do Amazonas-UEA. Atualmente, é integrante da equipe de pesquisadores do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento UNASUS Amazônia.

 
Gabrielle Lifsitch Nogueira da Silva, Universidade do Estado do Amazonas

Graduada pela Universidade do Estado do Amazonas.

Jacqueline de Almeida Gonçalves Sachett, Universidade do Estado do Amazonas

Doutora em Doenças Tropicais e Infecciosas pela Universidade do Estado do Amazonas na linha de Animais Peçonhentos. Atualmente, é Professora do curso de Graduação em Enfermagem da Universidade do Estado do Amazonas, membro do Núcleo Docente Estruturante da Universidade do Estado do Amazonas, Teleconsultora do Núcleo de Telessaúde da Universidade do Estado do Amazonas. Docente permanente dos cursos de Pós-Graduação em Medicina Tropical (mestrado e doutorado) da UEA/FMT-HVD, Mestrado Profissional em Enfermagem em Saúde Pública e Mestrado Profissional em Ciências Aplicadas a Dermatologia. Tem experiência na área de Enfermagem, atuando principalmente nos seguintes temas: animais peçonhentos, nefrologia, telessaúde e saúde coletiva.

Isabela Cristina de Miranda Gonçalves, Universidade do Estado do Amazonas

Doutora em Saúde Coletiva pelo IMS/UERJ e especialista em Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde pelo Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães - FIOCRUZ. Atualmente, é professora na Universidade do Estado do Amazonas na disciplina Processo de Cuidar da Família e da Coletividade. 

Referências

Curran V, Matthews L, Fleet L, Simmons K, Gustafson DL, Wetsch L. A Review of Digital, Social, and Mobile Technologies in Health Professional Education. J Contin Educ Health Prof [Internet]. 2017;37(3). Available from: https://journals.lww.com/jcehp/Fulltext/2017/03730/A_Review_of_Digital,_Social,_and_Mobile.8.aspx

Lima SAV, Albuquerque PC, Wenceslau LD. Educação permanente em saúde segundo os profissionais da gestão de Recife, Pernambuco. Trab Educ e Saúde [Internet]. 2014 Aug [cited 2021 Oct 20];12(2):425–41. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-77462014000200012&lng=pt&tlng=pt

Soares Filho AM, Vasconcelos C., Dias AC, de Souza AC, Merchan-Hamann E, da Silva MRF. Atenção primária à saúde no Norte e Nordeste do Brasil: mapeando disparidades na distribuição de equipes. Cien Saude Colet. 2020;

Brasil. Ministério da Saúde (MS). Secretaria-Executiva. Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde. Glossário temático: gestão do trabalho e da educação na saúde. Brasília: Editora do Ministério da Saúde; 2009.

FALKENBERG, Mirian Benites et al. Educação em saúde e educação na saúde: conceitos e implicações para a saúde coletiva. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 19, n. 3, p. 847-852, Mar. 2014.

Polit DF, Beck CT. Fundamentos de pesquisa em enfermagem. 9nd ed. Porto Alegre; Editora Artmed; 2018.

Figueiredo AM de, Guedes TAL, Valentim RA de M, Araújo BG de, Neto CL de BG. CURSO AUTOINSTRUCIONAL EM TELESSAÚDE: UMA VISÃO GERAL. Rev Bras Inovação Tecnológica em Saúde - ISSN2236-1103 [Internet]. 2016 Feb 23;5(4 SE-Artigos Originais). Available from: https://www.periodicos.ufrn.br/reb/article/view/8667

Savassi LCM, Mota LG, Oliveira V de A, Lemos AF, Hoffman MCLC. Análise de perfil de egressos dos cursos autoinstrucionais em saúde da pessoa idosa da secretaria executiva da UNA-SUS. Rev Saúde Digit e Tecnol Educ. 2019;v. 4, n. e:20–34.

Brasil. Portaria n 1.996 de 20 de agosto. 2007.

Oliveira MAN. Educação à Distância como estratégia para a educação permanente em saúde: possibilidades e desafios. Rev Bras Enferm [Internet]. 2007 Oct [cited 2021 Oct 20];60(5):585–9. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672007000500019&lng=pt&tlng=pt

Dolzane RS, Schweickardt JC. Atenção básica no Amazonas: provimento, fixação e perfil profissional em contextos de difícil acesso. Trab. educ. saúde 18 (3); 2020; Available from: https://doi.org/10.1590/1981-7746-sol00288.

Publicado
2022-06-30