Celso Furtado, intelectual reformista a serviço da (n)ação

Resumo

Celso Furtado (1920-2004) é um dos economistas e cientistas sociais latino-americanos mais influentes de todo o século XX. Já há algum tempo passou à categoria de clássico, sendo considerado um autor indispensável para compreender o Brasil e para pensar a problemática do desenvolvimento-subdesenvolvimento. Sua vasta e profícua obra, forjada ao longo de seis décadas, compreende quase quatro dezenas de livros, mais de uma centena de ensaios e artigos acadêmicos, além de folhetos, prefácios, apresentações, resenhas, entrevistas, conferências, relatórios e planos. Assim, no momento em que se comemora o centenário do nascimento deste economista político brasileiro, faz-se necessário retomar e refletir sua trajetória intelectual e política, reunindo os elementos que permitem retratá-lo como teórico independente, intelectual reformista e homem público voltado à ação e a serviço da nação. Este é exatamente o propósito deste artigo. Para alcançá-lo, recorreu-se às memórias intelectuais do autor, às entrevistas que ele concedeu a várias personalidades e aos trabalhos de inúmeros intérpretes que escreveram sobre a vida e a obra de Celso Furtado. A pesquisa permitiu concluir que a trajetória intelectual de Celso Furtado traduz o sentido que ele sempre atribuiu ao exercício da atividade intelectual, a saber, uma luta frequente em prol da (re)construção social e econômica da nação.

Biografia do Autor

Renato Nataniel Wasques, Universidade Federal de Mato Grosso, Câmpus Universitário de Rondonópolis

É Bacharel em Ciências Econômicas pela Universidade Estadual do Paraná (2009), Mestre em Economia, área de concentração: Teoria Econômica, pela Universidade Estadual de Maringá (2012) e Doutor em Economia, área de concentração: Desenvolvimento Econômico, pela Universidade Federal de Uberlândia (2018). Atua como Professor Adjunto na Universidade Federal de Mato Grosso, Campus Universitário de Rondonópolis, no curso de Ciências Econômicas. Suas pesquisas se concentram nas seguintes áreas: Economia Brasileira Contemporânea; Desenvolvimento Econômico e Pensamento Social Brasileiro. 

Publicado
2020-01-09
Seção
Dossiê: Centenário de Celso Furtado