Avaliação da prevalência de depressão no paciente com hipotireoidismo<br>doi: 10.20513/2447-6595.2016v56n1p44-48

  • Germana Augusta Josino Carrilho de Arruda Universidade Federal do Ceará
  • Camila Benício de Souza Carvalho Universidade Federal do Ceará
  • Marcelo Rocha Nasser Hissa Hospital Universitário Walter Cantídio
Palavras-chave: Hipotireoidismo. Depressão. Hormonios tireoideanos.

Resumo

Distúrbios dos hormônios tireoideanos há muitos anos são associados à depressão, no entanto, a natureza dessa relação tem
sido difícil de definir, já que os estudos acerca do tema mostram resultados conflitantes. Objetivou-se avaliar, através de
estudo transversal analítico, a presença de depressão em pacientes com hipotireoidismo primário, tratados adequadamente com
levotiroxina, comparados com controles com função tireoidena normal. Para avaliação da presença de depressão foi usado o
Inventário de Depressão de Beck (IDB). Participaram do estudo 40 pacientes. A pontuação no IDB teve média de 16,1 ± 13,2 no
grupo hipotireoidismo; e de 9,5 ± 7,2, no grupo controle (p = 0,054). Não houve relação entre níveis séricos maiores de TSH e
pontuação mais alta no IDB. Não foi encontrada diferença significativa entre os grupos, sugerindo não haver correlação entre o
hipotireoidismo tratado adequadamente e depressão, apesar de ter sido observada uma tendência a um risco maior de depressão
no grupo hipotireoidismo. Considerando o número limitado da amostra e os dados conflitantes são necessários mais estudos com
população mais numerosa para confirmar ou não esses achados.

Biografia do Autor

Germana Augusta Josino Carrilho de Arruda, Universidade Federal do Ceará
Graduada em Medicina pela Universidade Federal do Ceará em 2009. Residência de Clínica Médica no Hospital Geral de Fortaleza de 2011 a 2013. Residência de Endocrinologia no Hospital Universitário Walter Cantídio.
Camila Benício de Souza Carvalho, Universidade Federal do Ceará
Graduanda em Medicina pela Universidade Federal do Ceará (UFC)
Marcelo Rocha Nasser Hissa, Hospital Universitário Walter Cantídio
Mestre em Endcocrinologia e Médico Colaborador do Serviço de Endocrinologia e Diabetes do Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC)
Publicado
2016-06-30
Seção
RELATOS DE CASO