Neoplasia de células blásticas dendríticas plasmocitoides com manifestação cutânea exuberante: relato de caso

  • Karla Linhares Pinto Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), Universidade Federal do Ceará (UFC)
  • José Wilson Accioly Filho Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), Universidade Federal do Ceará (UFC)
  • Iago Farias Jorge Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), Universidade Federal do Ceará (UFC)
  • André Luís Nunes Avelino Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), Universidade Federal do Ceará (UFC)
  • Thatiana Catunda Torres Mota Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), Universidade Federal do Ceará (UFC)
  • Amanda Maria Menezes Dantas Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), Universidade Federal do Ceará (UFC)
  • Alinne Mota Cavalcante Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), Universidade Federal do Ceará (UFC)
Palavras-chave: Antígenos CD4. Antígenos CD56. Infiltração leucêmica.

Resumo

A Neoplasia de células bláticas dendríticas plasmocitoides (NCBDP) é caracterizada pela co-expressão dos marcadores CD4 e CD56, pelo menos um antígeno de células dendríticas e plasmocitoides e ausência de outros marcadores de linhagens hematopoiéticas. Envolvimento cutâneo é a apresentação inicial mais comum. Relata-se o caso de um paciente de 44 anos que apresentava placas e nódulos eritemato-violáceos distribuídos na face, tronco e membros e aumento importante de gânglios em várias cadeias linfonodais. A biópsia e imunohistoquímica de pele e medula óssea foram realizadas e o diagnóstico de NCBDP foi estabelecido. O paciente realizou quimioterapia com remissão completa do quadro. Nesse cenário, o dermatologista deve estar ciente do seu papel no diagnóstico precoce dessa doença.

Biografia do Autor

Karla Linhares Pinto, Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), Universidade Federal do Ceará (UFC)
Médica, residente de Dermatologia, Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), Universidade Federal do Ceará (UFC).
José Wilson Accioly Filho, Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), Universidade Federal do Ceará (UFC)
Mestre e Doutor em Dermatologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Professor Adjunto de Dermatologia da Universidade Federal do Ceará (UFC), Chefe do Serviço de Dermatologia do Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC).
Iago Farias Jorge, Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), Universidade Federal do Ceará (UFC)
Médico, Universidade Federal do Ceará (UFC)
André Luís Nunes Avelino, Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), Universidade Federal do Ceará (UFC)
Médico, residente de Patologia, Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), Universidade Federal do Ceará (UFC).
Thatiana Catunda Torres Mota, Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), Universidade Federal do Ceará (UFC)
Médica, residente de Dermatologia, Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), Universidade Federal do Ceará (UFC)
Amanda Maria Menezes Dantas, Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), Universidade Federal do Ceará (UFC)
Médica, residente de Dermatologia, Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), Universidade Federal do Ceará (UFC)
Alinne Mota Cavalcante, Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), Universidade Federal do Ceará (UFC)
Médica, residente de Dermatologia, Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), Universidade Federal do Ceará (UFC)
Publicado
2017-12-04
Seção
RELATOS DE CASO