A SEMIÓTICA: CAMINHAR HISTÓRICO E PERSPECTIVAS ATUAIS

Autores

  • Maria de Fátima B. de M. Batista

Resumo

A utilização por Hjelmslev do termo significação para nomear a função semiótica permitiu aos semioticistas parisienses a criação do que hoje se costuma chamar semiótica greimasiana, que difere do estudo do signo para abarcar uma organização mais complexa, prevista e manifestada em discurso. Embora se deva a Greimas os fundamentos da teoria, muitas observações lhe foram acrescentadas, complementando o pensamento inicial do teórico francês, entre as quais aquelas fornecidas pelos sociossemioticistas (analistas do discurso) do Curso de Pósgraduação em Letras da USP. Palavras chave: Discurso semiótico; Sistemas semióticos; níveis de estudo

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

B. DE M. BATISTA, Maria de Fátima. A SEMIÓTICA: CAMINHAR HISTÓRICO E PERSPECTIVAS ATUAIS. Revista de Letras, [S. l.], v. 1, n. 25, 2016. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/revletras/article/view/2242. Acesso em: 24 jun. 2024.