A ESCRITA MEMORIALÍSTICA EM VIDA VIDA, DE MARIA HELENA CARDOSO

Autores

  • Ana Remígio

Resumo

O livro Vida vida, de Maria Helena Cardoso, traz à luz um delicado período da autora e de seu irmão, o escritor Lúcio Cardoso, quando este, vítima de um acidente vascular cerebral, perde a possibilidade da expressão escrita. Ao analisarmos este relato, notamos a proximidade com o mito de Antígona – a preocupação e o sacrifício pelo irmão. Apoiando-nos nos estudos sobre a escrita memorialística analisamos o referido texto, relacionando-o ao mito a partir de trechos do coro da peça de Sófocles. Palavras-chave: memória; Antígona, mito.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

REMÍGIO, Ana. A ESCRITA MEMORIALÍSTICA EM VIDA VIDA, DE MARIA HELENA CARDOSO. Revista de Letras, [S. l.], v. 1, n. 27, 2016. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/revletras/article/view/2290. Acesso em: 21 jul. 2024.