“O CAÇADOR”, DE RINALDO DE FERNANDES: O VIVER O JOGO E A EXPERIÊNCIA URBANA DA OCUPAÇÃO / “The hunter”, by Rinaldo de Fernandes: to live the game and the urban experience of the occupation

  • Márcia Manir Miguel Feitosa

Resumo

Objetiva-se com esse artigo uma leitura da espacialidade no conto “O caçador”, de Rinaldo deFernandes, considerado um dos grandes expoentes da literatura brasileira contemporânea. Emfunção da dinâmica da ação transcorrida no universo da casa do caçador, um dos personagensprincipais do conto, constituirá o leitmotiv deste texto o constructo da experiência urbana da ocupação.Como aporte teórico serão suscitadas as obras O homem e a terra: natureza da realidadegeográfica, do geógrafo francês Eric Dardel; A poética do espaço, do filósofo francês GastonBachelard e, sobretudo, Topofilia: um estudo da percepção, atitudes e valores do meio ambienteespaço e lugar: a perspectiva da experiência, ambas de autoria do geógrafo chinês Yi-Fu Tuan.À luz, portanto, da teoria da percepção do espaço sob o viés fenomenológico-existencialista, seráanalisado o conto em tela numa perspectiva interdisciplinar, mais especificamente da GeografiaHumanista Cultural, um dos campos mais instigantes da Geografia contemporânea, onde a subjetividadepode ser incorporada para fins de estudo e interpretação da condição humana. Palavras-chave: espaço; experiência; ocupação.
Como Citar
FEITOSA, M. M. M. “O CAÇADOR”, DE RINALDO DE FERNANDES: O VIVER O JOGO E A EXPERIÊNCIA URBANA DA OCUPAÇÃO / “The hunter”, by Rinaldo de Fernandes: to live the game and the urban experience of the occupation. Revista de Letras, v. 1, n. 34, 11.