A TEORIA DOS BLOCOS SEMÂNTICOS E A SOCIOCOGNIÇÃO DISCURSIVA: UMA PROPOSTA DE ARTICULAÇÃO / The theory semantic blocks and the discursive sociocognition: a proposal for articulation

  • Valney Veras da Silva

Resumo

RESUMO

A Argumentação Interna à Língua (doravante TAL) proposta por Anscombre e Ducrot (1983) sugere, como a própria terminologia indica, uma orientação argumentativa que não segue os padrões da lógica e/ou da retórica clássica e da nova retórica, mas de uma perspectiva fundada no estruturalismo saussuriano, de modo que o ato de argumentar é investigado a partir da própria estrutura da língua, tendo em conta a concepção de enunciação fundada em Benveniste (1989). A Teoria do Bloco Semântico (doravante TBS) elaborada por Ducrot e Carel (1997a, 1997b), tendo como base teórica a mesma da TAL, apresenta a orientação argumentativa a partir dos aspectos inerentes a um bloco semântico ou mais, considerando não somente o enunciado como também uma unidade lexical em si. A Teoria da Polifonia desenvolvida por Ducrot (1987), e posteriormente elaborada por Carel (2011), foi desenvolvida em paralelo com a TAL e a TBS, bem como com a Teoria dos Topoi, segunda fase de desenvolvimento da forma standard da TAL. Também denominada de Polifonia Linguística, em contraste com a proposta polifônica de Bakhtin, esta abordagem destaca a orientação argumentativa do locutor a partir dos enunciadores presentes nos segmentos argumentativos. O objetivo deste estudo, então, é a apropriação de categorias da TBS, a partir da Polifonia Linguística, para a análise crítica do discurso, segundo a abordagem sociocognitiva de van Dijk (2006, 2008). A proposta desta articulação tem a sociocognição como a fundamentação para a investigação crítica e ideológica do discurso que visa ao embate entre grupos sociais, e, para tal, percebe-se a utilidade dos aspectos dos blocos semânticos e da função dos enunciadores como orientadores da argumentação textual, que tem como motivação ideológica o abuso de poder, instalado nestes discursos. Palavras-chave: Teoria do Bloco Semântico. Sociocognição. Análise Crítica do Discurso.

ABSTRACT

The Language Internal Argumentation (now TAL) proposed by Anscombre and Ducrot (1983) suggests, as the terminology itself suggests, an argumentative orientation that does not follow the standards of logic and / or classical rhetoric and the new rhetoric, but a perspective founded in Saussurean structuralism, so that the act of arguing is investigated from the very structure of language, taking into account the design of enunciation founded in Benveniste (1989). The Theory of Semantic Block (now TBS) developed by Ducrot and Carel (1997, 2001), whose theoretical basis the same TAL presents the argumentative orientation from the aspects inherent in a semantic block or more, considering not only the statement as well as a lexical unit itself. The Polyphony Theory developed by Ducrot (1987), and later elaborated by Carel (2011), was developed in parallel with the TAL and TBS, as well as the theory Topoi, second phase of development of the standard form of the TAL. Also called Polyphony Linguistics, in contrast to the polyphonic proposal for Bakhtin, this approach highlights the argumentative orientation of the speaker from enunciators present in argumentative segments. This study, then, is the appropriation of categories of TBS, as from Polyphony Linguistics, for Critical Discourse Analysis, according to the socio-cognitive approach of van Dijk (2006, 2008). The purpose of this articulation has the sociocognição as the grounds for criticism and ideological research of discourse that aims to conflict between social groups, and for that, we can see the usefulness of aspects of the semantics blocks and the enunciators function as guiding the argument textual, whose ideological motivation abuse of power, installed in these speeches. Keywords: Block Semantic Theory. Sociocognição. Critical Discourse Analysis.


 

Biografia do Autor

Valney Veras da Silva
Doutor em linguística – PNPD/CAPES –– UFC. Membro do grupo PROTEXTO.
Como Citar
VERAS DA SILVA, V. A TEORIA DOS BLOCOS SEMÂNTICOS E A SOCIOCOGNIÇÃO DISCURSIVA: UMA PROPOSTA DE ARTICULAÇÃO / The theory semantic blocks and the discursive sociocognition: a proposal for articulation. Revista de Letras, v. 2, n. 34, 11.