AMOR E DESEJO NA ADAPTAÇÃO DRÁCULA DE BRAM STOKER, DE FRANCIS FORD COPPOLA: A TRANSFORMAÇÃO DA PERSONAGEM MINA

Autores

  • Cynthia Beatrice Costa

Palavras-chave:

Drácula. Bram Stoker. Adaptação fílmica.

Resumo

Drácula (1897), de Bram Stoker, é o romance gótico fi n de siècle mais adaptado para o cinema.
No início dos anos 1990, o diretor Francis Ford Coppola apresentou a sua versão cinematográfi ca
da personagem Mina Murray/Harker em seu fi lme Drácula de Bram Stoker – interpretada por
Winona Ryder como ideal da beleza física à época, a abordagem da heroína proposta pelo fi lme
pode ter sido um dos motivos para o seu grande sucesso comercial. Do ideal da mulher vitoriana
admirada por homens por sua sensatez e castidade, tal como é retratada no livro, Mina passa a
objeto de desejo sexual em meio à narrativa frenética e repleta de efeitos especiais dirigida por
Coppola. Baseado, sobretudo, nos estudos de Judith Weissman e Elizabeth Miller no que diz respeito
à personagem Mina e nas noções de adaptação fílmica propostas por Linda Hutcheon, o
presente artigo tem por objetivo examinar as mudanças operadas na personagem na passagem
livro/fi lme e procura entender como e por que Mina foi transformada no processo de adaptação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-09-25

Como Citar

COSTA, Cynthia Beatrice. AMOR E DESEJO NA ADAPTAÇÃO DRÁCULA DE BRAM STOKER, DE FRANCIS FORD COPPOLA: A TRANSFORMAÇÃO DA PERSONAGEM MINA. Revista de Letras, [S. l.], v. 1, n. 37, 2018. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/revletras/article/view/33753. Acesso em: 21 maio. 2024.